Investimento para iniciantes: qual a melhor aplicação financeira?

Saiba como começar a investir e qual é a melhor aplicação financeira.

Com a internet, investir se tornou um processo bem mais fácil. Hoje é possível acessar um leque enorme de opções: CDBs, LCIs, Tesouro Direto, Ações e muitos outros produtos.

Mas, independentemente dos produtos disponíveis, os investidores têm um objetivo em comum: alcançar bons rendimentos a partir do dinheiro investido.

E, apesar da facilidade de investir pela internet, a quantidade de informação e de opções disponíveis pode atrapalhar na hora de tomar uma decisão, principalmente quando buscamos por onde começar.

Por isso, no momento de investir, sempre surge a dúvida: qual é a melhor aplicação financeira para quem começa no mundo dos investimentos? Aprender sobre o processo de investir e entender qual é a melhor aplicação financeira poderá lhe trazer ótimos resultados no futuro.

A melhor aplicação financeira para quem começa é a mesma para todos?

No geral, a maioria das pessoas começa no mundo dos investimentos colocando seu dinheiro na poupança. Aprendemos desde cedo que essa é a forma mais fácil e segura de fazer o seu dinheiro render, pelo menos um pouco.

Quando se coloca dinheiro na poupança, não precisamos pensar em prazos, liquidez ou corretoras. Tudo está ali, junto da conta-corrente, e funciona de forma bem parecida.

Entretanto, a poupança não é a melhor aplicação financeira para quem começa a investir. Quando começamos a conhecer outros investimentos e entender o quanto a poupança realmente paga de rendimentos mensais, fica bem mais claro o quanto a poupança não é vantajosa, já que vem tendo rendimentos abaixo da inflação.

Agora que você já sabe que a poupança não é o melhor lugar para colocar o seu dinheiro, entenda qual é o seu perfil como investidor.

Perfis de investidor

Antes de falarmos sobre a melhor aplicação financeira para quem começa a investir, é preciso entender quais são os investimentos certos para cada pessoa. Para facilitar, podemos classificar os investidores em três categorias:

  • Conservador: é o investidor que prioriza a segurança, mantendo a maior parte dos seus investimentos em produtos de baixo risco, procurando preservar seu patrimônio. Este tipo de investidor prefere abrir mão de rentabilidades maiores, em troca de uma garantida e com pouca oscilação.
  • Moderado: é o investidor mais balanceado, que procura uma certa segurança, com a estabilidade e liquidez da renda fixa. Mas também está disposto a colocar uma parte do seu patrimônio em investimentos que possam ser mais arriscados, como na renda variável.
  • Arrojado: este é o tipo de investidor que mais tem variações na nomenclatura. Pode também ser encontrado como agressivo ou sofisticado, dependendo da corretora. É o tipo de investidor que busca retornos maiores, e entende que as perdas de curto-prazo podem ser momentâneas.

Sua visão está a longo prazo, buscando aumentar seu patrimônio. É o tipo de investidor que já possui um conhecimento maior do mercado, e entende bem como funciona os produtos nos quais investe.

Tipos de investimentos

Para entender qual é a melhor aplicação financeira para quem começa seus investimentos, é preciso entender quais são os tipos de investimentos que existem. Eles podem ser divididos em duas grandes categorias:

Renda Fixa

Os investimentos de renda fixa são aqueles em que você já sabe quanto vai ganhar quando resgatar o dinheiro. Este tipo de investimento é o mais indicado para investidores mais conservadores e também costuma ser a melhor aplicação financeira

Alguns exemplos de investimentos em renda fixa são: Tesouro Direto, CDB, LCI e LCA.

Renda Variável

Já os investimentos de renda variável são aqueles em que você não tem uma remuneração previsível, e o seu valor oscila, seja para mais, seja para menos. São investimentos mais arriscados e normalmente visam o longo prazo.

Alguns exemplos de investimentos em renda variável são: ações e fundos imobiliários.

Qual é a melhor aplicação financeira para quem começa a investir?

Agora que você já entende a diferença entre os tipos de investimentos e sobre os tipos de investidor, deve estar se perguntando: então qual é a melhor aplicação financeira para quem começa a investir?

Após entender o seu perfil de investidor, é importante também entender quais são os seus objetivos. Essa é uma parte muito pessoal: alguns querem investir para comprar a casa própria, enquanto outros buscam a independência financeira ou um intercâmbio.

Independentemente de quais forem seus objetivos, o melhor lugar para começar é pela criação de uma reserva de emergência. Isso vale tanto para investidores mais conservadores quanto para os mais arrojados.

O que é a reserva de emergência

A reserva de emergência é a melhor aplicação financeira para quem começa a investir. Quando começamos a juntar dinheiro e pensar em investimentos, logo buscamos aplicações que possam trazer bons rendimentos.

Entretanto, todos estamos suscetíveis a riscos. Desde os mais simples, como uma geladeira que quebra, uma batida no carro, até mesmo a perda do emprego. Quando estas coisas acontecem, ter todo o seu dinheiro em investimentos que não podem ser resgatados tende a acabar trazendo prejuízos, ao invés de rendimentos

Por isso, é importante ter uma parte do seu dinheiro na sua reserva de emergência: uma aplicação segura, com retorno garantido, e que possa ser resgatada rapidamente.

A melhor aplicação financeira para quem começa: Tesouro Selic

Nesta categoria, encontramos o Tesouro Selic como a melhor aplicação financeira para quem começa a investir.

O Tesouro Selic é um título do Tesouro Direto, e sua segurança é garantida pelo Tesouro Nacional, o que faz com que seu risco hoje, seja o mais baixo do mercado. Sua rentabilidade é atrelada à taxa Selic, que atualmente está em 4,5% (janeiro de 2020).

Ao mesmo tempo, sempre que a taxa Selic estiver abaixo de 8,5%, a poupança vai render apenas 70% dela. Ou seja, a poupança rende hoje, apenas 3,15% ao ano (janeiro de 2020).

Isso garante que o rendimento do Tesouro Selic esteja sempre acima da poupança, sendo assim, a melhor aplicação financeira para quem começa no mundo dos investimentos.

Para comparar, vamos considerar que colocamos 10 mil reais para render no Tesouro Selic e na poupança. Após um ano, teríamos:

  • Tesouro Selic: R$ 10.337,77
  • Poupança: R$ 10.315,02

Pode parecer pouca diferença, principalmente para quem está começando do zero. Mas a longo prazo, essas pequenas diferenças se tornam enormes. O quanto antes você começar com boas rentabilidades, menos trabalho terá no futuro.

Além disso, o Tesouro Selic possui alta liquidez, com rendimento diário. Você consegue resgatar o dinheiro em até 24 horas sem acarretar perdas de rendimento. Isso faz do Tesouro Selic a melhor aplicação financeira para quem começa a fazer sua reserva de emergência.

Na poupança, você consegue resgatar de forma rápida. Porém,  fica dependente do aniversário da sua aplicação. Se o seu dinheiro ficar na poupança por 29 dias e você precisar resgatar, você não terá nenhum rendimento. No Tesouro Selic, esse mesmo valor teria rendido por 29 dias, e por uma taxa maior do que a da poupança.

Agora que você já sabe qual é a melhor aplicação financeira para quem começa no mundo dos investimentos, é hora de dar o próximo passo. Confira os planos da Capital Research, e tenha acesso a conteúdos exclusivos e auxílio de uma equipe de especialistas para te orientar nos investimentos.

Recomendados

Investimentos

Análise técnica: o que é e como lucrar com ações

Análise técnica é uma ferramenta utilizada para qualificar o investimento no ...

2 anos atrás

Investimentos

BDR: Invista no exterior, sem sair do Brasil

Conheça as vantagens e desvantagens do BDR, os fundos que investem em títulos de ...

2 anos atrás

Investimentos

Canal de distribuição: o que é, tipos e como analisar

Saiba o que é canal de distribuição e confira como pode interferir em seus ...

3 anos atrás