O que é LCA? Por que investir nesse título?

Encontrar investimentos de renda fixa, com alta rentabilidade e baixo grau de risco, é um objetivo cada vez mais comum, em um cenário econômico complexo como o atual, principalmente se utilizarmos a baixa taxa de rendimento da Poupança como parâmetro.

LCA

Felizmente, existem opções de investimento conservadoras e mais rentáveis do que a caderneta, como a Letra de Crédito do Agronegócio, também conhecida pela sigla LCA. Por isso, preparamos este post com os principais aspectos que você precisa saber sobre esse título. Continue a leitura para conferir!

O que é LCA?

A Letra de Crédito do Agronegócio (LCA), assim como a Letra de Crédito Imobiliário (LCI), é um meio de captação de recursos utilizado por instituições bancárias, mas, como o próprio termo já diz, é exclusivamente direcionada ao setor do agronegócio, um dos pilares mais importantes da economia brasileira.

Os bancos remuneram os investidores — que lhes emprestaram recursos financeiros pela aplicação — e utilizam os valores investidos para emprestar às empresas que atuam no segmento do agronegócio.

A rentabilidade ou as taxas de juros são estipuladas com base no valor estabelecido pela instituição financeira ou bancária escolhida, assim como o prazo de vencimento da aplicação. Em geral, quanto maior o tempo e o capital aplicado, maior será o retorno pelo investimento, da mesma forma como ocorre em outros títulos de renda fixa.

Outra característica pela qual a LCA é bastante conhecida é o fato de ser isenta de Imposto de Renda (IR). Por isso, é considerada uma ótima alternativa de investimento para pessoas físicas.

Por que investir? Quando vale a pena?

O nível de risco da LCA é o mesmo dos CDB e da poupança — ou seja, bem baixo — já que ela também é protegida pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC), o que significa que mesmo em caso de quebra da instituição financeira emissora do título em questão, quem investiu, não corre o risco de perder seu dinheiro. O investidor é ressarcido em até R$ 250 mil por instituição, com teto de R$1 milhão por CPF.

Além disso, assim como os CDB, a LCA paga um percentual do CDI — uma taxa de juros que normalmente se aproxima da Selic. Por ser atrelado à taxa básica, é uma forma conservadora de investimento. Falaremos mais sobre o que é CDI adiante neste conteúdo.

Sendo assim, vale a pena investir nesse título se você tiver um perfil de investidor mais conservador ou se seu objetivo é fazer um investimento de curto prazo e baixo risco, como uma festa de casamento ou uma viagem com data certa para pagar.

Lembrando que por se tratar de uma aplicação de baixo risco, a LCA não proporciona rendimentos estrondosos. Para obter uma rentabilidade mais substancial, geralmente, é necessário correr um pouco mais de risco.

Vantagens e desvantagens de se investir em LCA

Agora que você já tem uma noção mais ampla sobre o que é LCA, mostraremos as principais vantagens e desvantagens relacionadas a esse título. Confira a seguir:

Vantagens

Desvantagens

Não possui incidência de IR

Em comparação com outras aplicações, tem um valor mínimo de investimento maior

Não possui incidência de IOF

O prazo mínimo requerido é de 90 dias

é assegurada pelo FGV — até um limite de R$ 250 mil por instituição financeira e CPF

Em geral, a rentabilidade é um pouco inferior à das Letras de Crédito imobiliário

Geralmente, tem um rendimento superior ao da poupança e CDB — por ser isenta de Imposto de Renda

Não pode ser utilizada como margem de garantia para investimentos na Bolsa

Tem alto valor no financiamento de produtores rurais e ajuda o setor agropecuário a crescer

Tem o mesmo problema de liquidez que as Letras de Crédito Imobiliário — o capital investido não pode ser usado durante o período em que estiver aplicado

Custos para investir

Há a possibilidade de ser cobrada uma taxa de custódia. Mas, de uma maneira geral, se você já investe em outros produtos financeiros ou em ações, as corretoras não costumam cobrar essa taxa.

Vale mencionar, ainda, que para pessoas físicas, a LCA é isenta de Imposto de Renda, assim como a caderneta de poupança.

Rendimentos

O nível de rentabilidade de uma LCA normalmente está ligado ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI). Como já foi dito, quanto maior o período de investimento, maior será o percentual do CDI que a instituição bancária pagará.

As taxas podem variar de um banco para outro, mas é muito comum encontrar Letras de Crédito do Agronegócio com taxas de retorno por volta dos 93% do CDI ou até mais.

O Certificado de Depósito Interbancário (CDI) foi criado para que as operações de curtíssimo prazo sejam lastreadas entre os bancos. Por causa da necessidade de que se mantenha um equilíbrio diário no caixa, as instituições bancárias emitem as LCAs.

Esse sistema é capaz de garantir fluidez dentro do mercado financeiro. Desse modo, o banco que tiver um excesso de depósitos em um determinado dia, por exemplo, acaba cobrindo — com a emissão de CDI — outro banco que tenha um excesso de saques no mesmo dia.

Riscos associados

A LCA, assim como a LCI, corre o risco de crédito. Isso quer dizer que caso a instituição financeira que emitiu o título “quebre”, os seus investidores podem perder o capital investido.

No entanto, como também já foi mencionado, o FGC garante a cobertura de valores de até R$ 250 mil, o que proporciona bastante segurança para os investidores que respeitem esse limite.

Liquidez – Como resgatar?

Para concluirmos este artigo, é importante mencionar que a liquidez é a questão mais complexa da LCA, sendo considerada desvantajosa em relação a outros títulos de investimento.

O título só pode ser resgatado na data de vencimento, e o valor aplicado não pode ser movimentado durante esse período. Portanto, antes de tomar a decisão de investir na LCA, é preciso adequar a data de resgate da aplicação aos seus objetivos financeiros.

O nosso artigo sobre o que é LCA e por que investir nesse título foi útil para você? Quer conhecer as melhores oportunidades de investimento disponíveis no mercado financeiro de acordo com seu perfil? Então acesse o nosso site para saber mais!

Recomendados

Investimentos

Anbima: entenda o papel dessa associação reguladora do mercado financeiro

Saiba mais sobre o que é a Anbima, entendendo seu papel regulador do mercado e ...

3 anos atrás

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

COE: o que é, quais as principais vantagens, como funciona e mais

Conheça o COE, saiba suas vantagens, desvantagens, tipos, taxas e tributações, ...

3 anos atrás