ISUS11: entenda como funciona o fundo de índice IT NOW ISE

Rentabilidade do ISUS11 depende do desempenho das Ações de empresas comprometidas com a Sustentabilidade.

ISUS11

Uma vez que a pessoa tenha identificado seu perfil de investidor, selecionar as alternativas mais adequadas para a carteira de investimentos passa a ser uma escolha que segue uma lógica. Para aqueles que se classificam entre os perfis Moderado ou Arrojado, Os Exchange Traded Funds (ETFs) podem ser uma boa opção de investimento. Afinal, eles funcionam como um fundo de investimento (que nasce da união de recursos de um grupo de investidores) mas são comercializados na Bolsa de Valores como uma Ação – só que, no caso dos ETFs, o rendimento está atrelado ao desempenho de um dos índices da bolsa de valores brasileira, a B3. Por isso eles são chamados fundos de índice.

A despeito de algumas opções de Renda Fixa, a maior parte dos fundos de índice são investimentos de Renda Variável. Eles representam uma maneira interessante de diversificar os investimentos pois são formados por diversos ativos: ao comprar uma cota, a pessoa investe em uma série de Ações. A B3 disponibiliza, atualmente, 17 opções de ETF. Um deles é o IT NOW ISE Fundo de Índice – ISUS11. Os retornos do ISUS11, como os de todos os outros ETFs, dependem do desempenho na Bolsa de seu respectivo índice de referência: neste caso, o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE).
 
Exchange Traded Funds (ETFs) – São fundos de investimento negociados na Bolsa de Valores, da mesma forma que Ações, cujos rendimentos refletem o desempenho de determinados índices da própria Bolsa. Há um ETF que reflete o desempenho do Índice Financeiro (que mede a performance das Ações de instituições financeiras), outros ETFs que refletem o desempenho do Índice Bovespa (que avalia as Ações das empresas mais negociadas na bolsa brasileira) e assim por diante. Os ETFs são geridos por instituições financeiras e representam uma oportunidade de diversificar os investimentos sem escolher uma Ação em particular. Atualmente, a B3 oferece 17 opções de ETFs: um deles é o ISUS11.

O que é ISUS11?


O ISUS11 é um ETF ou fundo de índice cuja valorização reflete o desempenho do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Tal índice é um instrumento usado na B3 para analisar o desempenho de empresas que atentem a certos critérios de sustentabilidade empresarial: eficiência econômica, governança, equilíbrio ambiental, etc. A Cielo, a Telefônica Brasil e as Lojas Renner são algumas das empresas que compõem o ISE. Cada ETF é administrado e gerido por uma instituição específica, que faz as negociações necessárias para o fundo render ao máximo: no caso do ISUS11, a responsabilidade é do Itaú Unibanco.

Como funciona o ISUS11

O ISUS11 é um fundo de índice que replica o desempenho do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), ou seja: se as Ações das empresas que compõem esse índice valorizarem, em média, 15%, o ISUS11 terá uma valorização igual ou semelhante. Assim como em um fundo comum, os lucros são potencializados e as perdas diminuídas pela união de investimentos. Os ETFs também costumam variar pouco por representarem uma cesta de Ações: se uma Ação cai, as outras que são mais estáveis manterão o equilíbrio. A taxa de administração cobrada pelo Itaú para o ISUS11 é de 0,40% ao ano.

Como investir em ISUS11

Toda cota de ETF pode ser comprada a partir do momento que o investidor tem entrada na Bolsa de Valores do Brasil. Após escolher uma instituição financeira/corretora de valores com autorização para atuar na B3 e nela abrir uma conta, o investidor recebe uma plataforma digital para poder acessar a Bolsa. De posse da plataforma e uma vez dentro do sistema da B3, basta selecionar a opção ISUS11 dentre os ETFs listados – há um mínimo de 10 cotas que precisam ser adquiridas e o valor médio está em torno de R$ 42.

Prós e Contras de investir em ISUS11

Assim como qualquer opção de investimento, os ETFs possuem algumas vantagens e desvantagens. Identificar seu perfil de investidor e consultar especialistas no mercado de capitais antes de investir pode fazer a diferença entre obter lucros ou arcar com prejuízos. Conheça alguns prós e contras do fundo de índice ISUS11:

Prós:

Diversificação: ao comprar cotas do ISUS11, a pessoa está investindo nas Ações de todo um grupo de empresas identificadas com a Sustentabilidade Empresarial;
Custo: a taxa de administração que o Itaú cobra para gerir o ISUS11 é de 0,40% ao ano, considerada bem mais baixa que a de outros fundos;
Prático: investir no ISUS11 e nos demais ETFs é rápido de fazer e fácil de entender.

Contras:

–  Economia: o desempenho dos ETFs costuma acompanhar o ciclo econômico nacional: se a economia está em baixa, a tendência é que o ISUS11 a acompanhe;
Tributos: mesmo com taxa de administração considerada baixa, ainda há tributos (Imposto de Renda, IOF) que podem abocanhar boa parte dos rendimentos do fundo;
Empresas: se duas ou mais empresas que compõem o ISUS11 tiverem desempenho fraco, elas podem puxar para baixo a rentabilidade de todo o fundo.

Gostou do artigo? Então se escreva na newsletter da Capital Research e receba, diariamente, novidades sobre o mercado financeiro.

Recomendados

Investimentos

Ações mais baratas da Bolsa: quais são e quando comprar?

Classificar uma Ação como barata tem a ver com seu potencial de valorização ...

2 anos atrás

Investimentos

Amortização: O que é e como calcular?

Conheça os diferentes tipos de amortização para empréstimos e saiba como ...

2 anos atrás

Investimentos

Bacen: entenda o que é e como essa instituição afeta seus investimentos

O Bacen é uma instituição do sistema financeiro responsável por controlar a ...

3 anos atrás