GGRC11: Saiba tudo para investir certo neste Fundo Imobiliário

Conheça as características do GGRC11 (GGR COVEPI). Clique no link e confira como fazer o investimento.

Os Fundos Imobiliários que a B3, a Bolsa de Valores brasileira, disponibiliza em seus ambientes de negociação apresentam atributos que se encaixam nas carteiras de investidores de variados perfis.

Conhecidos como FIIs, eles unem características tanto de Renda Fixa quanto de Renda Variável e possibilitam que investidores comuns tenham acesso a empreendimentos imobiliários custosos. 

Com uma grande vantagem: toda a parte de administração, busca por inquilinos e manutenção dos imóveis, fica a cargo da empresa que gere o FII.

🡪 Confira todos os FIIs listados na B3!

Quando uma instituição financeira lança um Fundo Imobiliário, ela possibilita que um grupo de investidores faça uma aplicação conjunta de dinheiro.

É essa união de recursos que permite à gestora explorar o mercado imobiliário de acordo com a estratégia de atuação escolhida para o Fundo (que são divididos em segmentos pela forma como valem-se dos empreendimentos ou dos papéis ligados a estes).

Ao adquirir uma ou mais cotas de um FII, o investidor torna-se um cotista e passa a ter o direito de receber parte do lucro que o Fundo obtém – a partir de regras pré-definidas de remuneração. São aplicações que visam lucro a médio e a longo prazo.

Os investidores atuantes na B3 utilizam uma série de índices para acompanhar o desempenho médio de suas aplicações. No caso dos FIIs, o referencial é o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX).

Um dos Fundos que o IFIX acompanha é o GGR Covepi Renda, voltado para o aluguel de galpões logísticos e industriais e com mais de 60 mil cotistas na base. Seu código de negociação na B3 é GGRC11.

O que é GGRC11 – GGR COVEPI?

A sigla GGRC11 corresponde ao código de negociação (ticker) do Fundo Imobiliário GGR Copevi Renda. Ao utilizar a plataforma digital que dá acesso à B3, é esse código que o investidor precisa buscar se desejar torna-se um cotista do fundo administrado pela CM Capital Markets. 

Ele é classificado como um Fundo do tipo Tijolo. Ele é um FII que aluga imóveis físicos para terceiros (e ocasionalmente também os vende), além de distribuir a renda obtida entre seus cotistas. Por diversificar bem a carteira, é indicado para investidores de perfis que vão do Conservador ao Arrojado. 

Saiba mais: IFIX: entenda o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários

Com um patrimônio líquido de R$ 770 milhões e 1,24% de representação no IFIX, o GGRC11 tem prazo de duração indeterminado.

Alguns FIIs tem uma data-limite para encerrar as atividades e liquidar o dinheiro aplicado e é constituído na forma de condomínio fechado. 

Ele precisa distribuir um mínimo de 95% dos lucros obtidos entre os cotistas. Seu foco de atuação é o aluguel de imóveis comerciais para os setores industrial e logístico. Até o início de 2020, o GGRC11 possuía 17 imóveis do tipo distribuídos pelas 5 regiões do Brasil.

Como funciona o GGR COVEPI

O GGRC11 é um Fundo Imobiliário com 6.503.028 cotas à disposição no mercado. Sua Oferta Pública Inicial (IPO) veio em 2017 e, desde então, conseguiu uma rentabilidade bruta de 84,35%. Por não ter um prazo de duração determinado, é um FFI que permite ao investidor ser cotista por um longo período de tempo. 

Isso aumenta as chances de lucro a longo prazo. Um dos destaques deste Fundo é a multiplicidade de grandes empresas que alugam seus galpões comerciais e logísticos: Hering, Ambev, Nissei e Copobras são algumas delas.

Conheça as principais características do GGRC11 (em 03/2020):

Administrador: CM Capital Markets

Gestor: Supernova Capital

Tipo do Fundo: Tijolo / Galpões Logísticos

Início (IPO): 2017

Número de Cotas: 6.503.028

Número de Cotistas: 64.837

Patrimônio Líquido: R$ 770 milhões

Patrimônio Físico: 17 imóveis comerciais em estados de 5 regiões

Taxa de Administração: 1,10% ao ano

Taxa de Performance: não cobra

Cotação atual (valor de uma cota): R$ 114,63

Último rendimento: R$ 0,73

Como investir no GGRC11

Para se tornar um cotista do GGR Copevi Renda ou de outro Fundo Imobiliário, o investidor precisa seguir o mesmo caminho que qualquer aplicação na Bolsa de Valores exige. O primeiro passo é abrir uma conta em qualquer instituição financeira autorizada a operar na B3.

Feito isso, o investidor receberá da instituição escolhida uma plataforma digital com senha para acessar os ambientes de negociação da bolsa, o Home Broker. De posse do Home Broker, basta buscar o código GGRC11, selecionar o número de cotas, emitir a ordem de compra e transferir o dinheiro.

Antes de investir neste ou em outro FII, faça uma análise do momento do mercado e das opções que ele tem a oferecer. Ao selecionar FIIs, compare suas taxas, histórico de rendimento, portfólio, facilidade de liquidez, etc.

Consultar especialistas em finanças com larga experiência no mercado de capitais pode ser o movimento certeiro que fará o investidor encontrar a aplicação ideal para seu perfil.

🡪 Conheça os perfis de investidor e descubra o seu!

Vale a pena investir no GGRC11?

Todo investimento oferece vantagens e desvantagens, e com o GGRC11 não é diferente. Fundos do tipo Tijolo têm como principais riscos ao investidor possíveis baixa vacância, isso quando os imóveis não encontram inquilinos ou inadimplência no pagamento dos aluguéis.

O GGRC11, no entanto, começou o ano de 2020 sem registros de vacância ou de inadimplência no aluguel de seus 17 imóveis comerciais.

Somente em dezembro de 2019, o GGRC11 registrou um volume total de negociações equivalente a R$ 83 milhões: foram negociadas mais de 500 mil cotas no período. É um FII que registra boa liquidez e que é visto pelo mercado com confiança. Isso, apesar do rendimento mais recente ter sido de R$ 0,73, e mesmo assim, há a expectativa de reaquecimento no mercado imobiliário. 

Assim como outros fundos do tipo, porém, não é garantido pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Assim, em caso de perda no valor dos Ativos, o investidor não será ressarcido. 

Encontre as melhores recomendações de investimentos no site da Capital Research!

Recomendados

Investimentos

Como escolher um fundo de investimento: Guia Completo 2020

Assim como qualquer modalidade, saber como escolher um fundo de investimento é a ...

2 anos atrás

Investimentos

ECOO11: Entenda tudo e saiba como investir neste fundo de índice

Entenda o que é ECOO11 para descobrir se é o investimento mais adequado ao seu ...

2 anos atrás

Investimentos

BBSD11: Entenda tudo e saiba como investir neste fundo de índice

Saiba o que são fundos de índice e conheça um pouco mais sobre um deles: o ...

2 anos atrás