Equivalência patrimonial: o que é, exemplos e como calcular

Entenda como funciona e de que maneira realizar o cálculo da equivalência patrimonial

Quem possui o próprio negócio talvez já tenha tido dificuldades em entender como funciona exatamente a divisão de patrimônio, especialmente quem está entrando agora no mercado empreendedor.

Para facilitar esse entendimento e deixar tudo bastante claro, existem alguns métodos que ajudam a realizar essa diferenciação, como é o caso da equivalência patrimonial. Você já sabe o que é isso? Como é feito o cálculo da equivalência patrimonial? Neste artigo, confira tudo sobre o assunto!

O que é equivalência patrimonial? 

Equivalência patrimonial corresponde a um método da contabilidade que tem como objetivo  esclarecer quais são os percentuais de direito de uma empresa sobre outras empresas em que possuem participação.

É por meio deste método que é realizada a atualização dos valores contábeis do investimento em relação ao valor equivalente à participação societária da empresa investidora no patrimônio líquido. A primeira aplicação ocorre no instante em que o investimento da empresa que possui ações, torna-se relevante para a empresa controlada.

A equivalência patrimonial está registrada na legislação, mais especificamente no artigo 21 da Lei n.º 1.598/77, bem como na do artigo 248 da Lei das Sociedades Anônimas, Lei 6.404/76.

Como é o cálculo da equivalência patrimonial?

 Para realizar o cálculo da equivalência patrimonial, deve-se considerar o valor que será investido ao final de cada exercício conforme a aplicação da porcentagem da parte investidora no capital social. No cálculo, é considerado o patrimônio líquido da empresa controlada, o percentual de participação da empresa investidora e o valor contábil do investimento.

Este cálculo deve ser solicitado pela empresa investidora e geralmente é produzido por um contador, pois exige bastante conhecimento técnico das informações para se chegar a um resultado final.

Exemplos da equivalência patrimonial

 Para deixar o entendimento da equivalência patrimonial mais fácil e claro, vamos mostrar um exemplo fictício.

Digamos que o patrimônio líquido de uma empresa A é de R$ 100 mil, uma empresa B decide comprar e ter participação de 65% dessas ações e o valor contábil do investimento é de R$ 45 mil

Realizando o cálculo da equivalência patrimonial, pegamos os 65% de investimento da empresa B, que neste caso correspondem a R$ 65 mil dos R$ 100 mil de patrimônio da empresa A e o valor contábil do investimento, que era de R$ 45 mil. Neste cenário, basta realizar uma subtração do valor total do investimento e diminuir pelo valor contábil, ou seja:

65.000,00 (valor total de investimento) – 45.000,00 (valor contábil) =

 20.000,00 (Equivalência patrimonial).

A equivalência patrimonial é um método previsto em Lei, muito importante para entender quais são os percentuais de empresas que decidem investir em outras empresas buscando um rendimento extra. É fundamental entendê-lo para agarrar possíveis oportunidades que surgem no mercado e podem alavancar o seu negócio. No entanto, para aplicar esse método é necessário que essa empresa invista em um bom contador que encontre os resultados dessa matemática. E aí, entendeu como funciona a equivalência patrimonial?

Recomendados

Investimentos

Anbima: entenda o papel dessa associação reguladora do mercado financeiro

Saiba mais sobre o que é a Anbima, entendendo seu papel regulador do mercado e ...

3 anos atrás

Investimentos

Custo de produção: como calcular para investir melhor

Entenda melhor sobre os gastos e custos de produção e como calculá-los para ...

3 anos atrás

Investimentos

Fusão de empresas: o que é e quais as vantagens e desvantagens?

Entenda como funciona o processo de fusão e porque é cada vez mais comum isso ...

3 anos atrás