DAX 30: o que é, sua importância e como investir no índice

O DAX 30 é um índice de ações que abrange as 30 maiores empresas da Alemanha, a maior economia da Europa. Saiba mais.

O DAX 30 é um índice de ações que abrange as 30 maiores empresas da Alemanha, listadas na Bolsa de Valores de Frankfurt. 

Considerado o índice mais importante da Europa – já que a Alemanha é a maior economia do continente –, o DAX 30 também está entre os três índices de ações mais relevantes do mundo. 

Empresas multinacionais como Volkswagen e Adidas estão no índice, o que atrai o interesse de investidores que buscam diversificação da carteira e exposição ao Euro.

Neste artigo, você vai entender a importância desse índice e vai descobrir como investir na prática. 

O que é DAX 30

O DAX 30 é um índice de ações composto pelas 30 maiores empresas da Alemanha, que representam 80% do valor de mercado total das companhias listadas na Bolsa de Valores de Frankfurt.

Conhecido também como Deutscher Aktienindex, o DAX 30 é calculado desde 1988. Desde então, o índice chegou a se valorizar em mais de 10 vezes.

O DAX 30 é frequentemente utilizado como o benchmark do mercado de ações alemão, já que é o índice mais relevante do país. Na prática, ele cumpre a mesma tarefa que o índice Ibovespa (IBOV) no Brasil.

Há mais de 150 mil produtos financeiros que usam o DAX 30 como base, incluindo ETFs, os fundos de índice, que permitem investir em carteiras que replicam o indicador.

Em geral, o investimento em ETFs do DAX 30 costuma ser procurado por investidores interessados na diversificação e na exposição ao Euro.

Principais empresas do índice DAX 30

Fazem parte do índice DAX 30 diversas empresas multinacionais alemãs, que você provavelmente conhece. 

É possível citar a Volkswagen, fabricante de carros que possui fábricas no Brasil e está à frente de veículos icônicos, como o Fusca e a Kombi, e atualmente está no topo da lista de carros mais vendidos no nosso país, com o Onix

Além da Volkswagen, ainda é possível mencionar a BMW, fabricante de veículos de luxo, e a Adidas, uma das mais tradicionais marcas de artigos esportivos do planeta.

A seguir, listamos as 15 maiores empresas do índice DAX 30, ordenadas pelo critério de valor de mercado, em dados apurados em abril de 2020:

  1. SAP: € 132 bilhões
  2. Linde: € 88,6 bilhões
  3. Siemens: € 66,9 bilhões
  4. Allianz: € 65,7 bilhões
  5. Volkswagen: € 62,3 bilhões
  6. Deutsche Telekom: € 60,3 bilhões
  7. Bayer: € 59,2 bilhões
  8. Adidas: € 41,2 bilhões
  9. BASF: € 40,4 bilhões
  10. Deutsche Post: € 32,3 bilhões.

Importância do DAX 30 

O DAX 30 é o índice de ações mais importante da Europa, porque reflete o desempenho da maior economia do continente. Aproximadamente 80% do valor de mercado total da Bolsa de Valores de Frankfurt está representado aqui.

Por isso, o DAX 30 frequentemente é analisado como um termômetro da economia alemã e também europeia, indicando se o desempenho das empresas está melhorando ou piorando ao longo do tempo.

Além disso, o fato de boa parte das empresas que compõem o índice também serem negociadas nas bolsas americanas, como SAP, Adidas e BMW, permite que o desempenho do índice DAX 30 seja utilizado como um indicador do humor dos investidores diariamente.

Isso acontece porque as bolsas da Europa operam antes das bolsas americanas. Assim, quando a NYSE e a NASDAQ, as duas maiores bolsas de valores do mundo, iniciam suas operações, as negociações na Europa já estão se encerrando.

De acordo com a EasyMarkets, o DAX 30 está atrás apenas de dois índices norte-americanos em relevância mundial.

O primeiro é o Dow Jones Industrial Average (DJIA). É o mais antigo e conhecido índice de ações do mundo, que incorpora as 30 maiores empresas norte-americanas.

Em segundo lugar, vem o também muito popular S&P 500, uma cesta com as 500 maiores empresas norte-americanas, que representam 80% do valor de mercado das empresas dos EUA.

Depois, vem o DAX 30, acompanhado pelo Nikkei 225, índice japonês, e do EURO STOXX 50, que representa as 50 maiores empresas da Europa.

Como investir no DAX 30

Ainda não é possível investir no DAX 30 diretamente em corretoras brasileiras, porque não há ETFs que replicam o índice negociados na bolsa de valores brasileira.

Por isso, se você tem interesse em investir no índice, vai precisar abrir conta em uma corretora estrangeira. Confira o passo a passo simplificado.

 

Escolha uma corretora no exterior

O primeiro passo é escolher uma corretora de valores para investir no exterior. As melhores opções estão nos Estados Unidos, que concentram as corretoras mais populares do planeta, porque possuem o mais avançado mercado financeiro do mundo.

Abrindo conta em uma corretora norte-americana, você tem acesso a diversos produtos de investimentos que não estão ao alcance do investidor brasileiro comum, incluindo a aplicação em ações norte-americanas, por exemplo.

A boa notícia é que já há corretoras com atendimento em português, criadas para atrair brasileiros interessados em investir lá fora.

 

Abra sua conta na corretora estrangeira

Depois de escolher a corretora, comparando as taxas, os serviços e o atendimento, você precisa enviar a documentação e abrir a sua conta. 

Em geral, todo o processo ocorre online.

 

Transfira dinheiro para a corretora

Agora, é hora de transferir dinheiro para sua corretora. Nessa hora, é preciso entender o que a corretora indica como a melhor opção.

Lembre-se que há taxas não apenas para transferir o dinheiro, mas também para converter o real em dólar.

 

Escolha o ETF para investir

Depois, basta escolher o fundo de índice (ETF) que persegue o DAX 30. Os ETFs funcionam como uma carteira teórica que busca replicar o mesmo desempenho do seu índice de referência. 

Há apenas um ETF que replica diretamente o índice DAX: o Global X DAX Germany ETF (DAX).

Esse ETF não possui um grande valor de mercado, com US$ 14,9 milhões sob gestão, em dados de abril de 2020.

O ETF é controlado pela gestora Horizons, e está disponível nas bolsas americanas.

Outra opção de ETF, com maior liquidez, é o iShares MSCI Germany ETF (EWG), da gestora BlackRock, a mesma responsável pelo BOVA11 e o IVVB11.

Esse ETF possui US$ 1,8 bilhão sob gestão, mas ele não replica o índice DAX, e sim o índice MSCI Germany Index, que tem o dobro de empresas do índice DAX, e busca representar o desempenho das empresas alemãs de forma geral, sem ficar restrito às 30 maiores. 

De qualquer forma, há uma correlação entre os índices, e cabe a você estudar para escolher o que faz mais sentido no seu caso.

E aí, gostou das dicas? Continue navegando pelo blog da Capital Research para conhecer tudo sobre o mercado financeiro. 

Recomendados

Investimentos

IPCA: como o principal índice de inflação da economia afeta seus investimentos

IPCA, ou índice de preços ao comsumidor amplo é o principal indicador da ...

3 anos atrás

Investimentos

BRAX11: Entenda tudo e saiba como investir neste fundo de índice

BRAX11: Entenda tudo e saiba como investir neste fundo de ...

2 anos atrás

Investimentos

BOVV11: Entenda como funciona o fundo de índice IBOVESPA

Saiba o que é, como funciona e como investir em BOVV11. Veja também os prós e ...

2 anos atrás