Saiba tudo sobre o custo primário: o que é, como calcular e principais exemplos

Entender o que é custo primário pode ser fundamental para resolver as despesas do seu negócio

Com o mercado cada vez mais competitivo, é essencial ter o máximo de controle possível sobre os custos, entendendo como funciona cada um e analisando se é possível reduzi-los. Um desses custos é o custo primário, tema do artigo de hoje.

Muito importante no processo de produção, os custos primários podem ser identificados com muita facilidade, mas antes é necessário conhecê-los melhor, não é mesmo? Neste texto, explicamos o que é custo primário, como calculá-lo, exemplo e qual é o conceito de contabilidade de custos. Confira!

 Qual é o conceito da contabilidade de custos?

 O conceito de contabilidade de custos pode ser entendido como o registro dos valores de uma empresa em relação a produção do que será oferecido aos clientes, ou seja, identificar a soma dos custos da produção primária.

Para realizar essa contabilidade, é necessário registrar os gastos que a empresa tem desde a matéria-prima, funcionários e fornecedores até gastos com energia, água, entre outros. Tudo isso é fundamental na produção e entender quais são os custos de cada um, é primordial.

O que é custo primário?

 Custos primários podem ser definidos como a soma dos gastos com matéria prima e a mão de obra direta ou os primeiros custos de um produto. Ele compreende a soma dos materiais diretos, como matéria prima, insumos e embalagens por exemplo, com o custo da mão de obra utilizada para realizar a produção de determinado produto ou serviço. Alguns autores definem com custo primário como a soma da matéria prima consumida com a mão de obra direta.

Como calcular o custo primário?

 O cálculo do custo primário é feito por meio da soma da mão de obra direta + gastos de fabricação. Na contabilidade, esta conta pode aparecer da seguinte maneira: MD, que significa Material Direto + MOD, sigla para Mão de Obra Direta, ou seja: MD + MOD = custo primário.

 Exemplo de custo primário

 Suponha que uma fábrica de sapatos gasta por mês R$ 35 mil somando o aluguel do barracão, matéria prima consumida, salário dos operários e o frete das unidades vendidas, sendo que cada um custa:

  • Aluguel da Fábrica: R$ 5 mil
  • Matéria prima consumida: R$ 15 mil
  • Salário dos Operários: R$ 10 mil
  • Frete das unidades vendidas: R$ 5 mil

Qual é o valor mensal do custo primário?

Bom, lembre-se que o custo primário resume-se a soma do Material Direto + Mão de Obra Direta, portanto, neste exemplo, os únicos valores considerados são os R$ 15 mil da matéria prima consumida, que é o material direto, e os R$ 10 mil dos salários dos operários, que compõe a mão de obra direta.

MD = 15 mil

MOD: 10 mil

Aplicação: 15 mil (MD) + 10 mil (MOD) = 25 mil.

Ou seja, o custo mensal da fábrica com custo primário é de R$ 25 mil. 

Agora que você sabe o que é custo primário, análise quanto sua empresa gasta com esses custos específicos. Talvez você consiga aumentar os lucros analisando com cuidado os valores desta etapa da produção.

Recomendados

Investimentos

Aprenda como calcular prestações, de forma rápida e prática

Calcular suas prestações é essencial, não importa qual seu ramo de negócios. ...

3 anos atrás

Investimentos

Aprenda já a calcular juros de empréstimo

Entenda um pouco mais sobre Juros Simples e Juros Compostos e veja como realizar o ...

3 anos atrás

Investimentos

Como investir em ações com pouco dinheiro: passo a passo

Aprenda como investir e comprar ações com pouco dinheiro, confira nosso passo a ...

3 anos atrás