Certificação CFA: o que é e por que é importante ter

A certificação CFA é a mais reconhecida no mundo inteiro para profissionais do mercado financeiro. Entenda a sua importância nesse artigo!

Certificação CFA:

Obter a certificação CFA é a garantia de ser um profissional renomado no mercado financeiro internacional.

A sigla significa Chartered Financial Analyst e possuir essa qualificação no currículo é o objetivo de muitos analistas financeiros que desejam se destacar no mercado de trabalho no cenário mundial. 

Descubra neste artigo o que é a certificação CFA e entenda por que ela é tão importante para a carreira de analistas financeiros em todo o país e no exterior. Também conheça como funciona o processo, preços e quais as principais vantagens da qualificação. 

Certificação CFA – o que é?

A certificação CFA (Chartered Financial Analyst) é uma habilitação internacional destinada a quem deseja atuar como analista financeiro e de investimento.

O certificado é emitido pelo instituto americano CFA Institute, responsável por avaliar e qualificar os profissionais. 

O CFA assegura que o profissional tenha conhecimento avançado em técnicas e ferramentas financeiras, sendo que o teste tem um alto grau de dificuldade e é bastante concorrido.

Em 2019, aproximadamente 2.500 brasileiros se inscreveram para realizar o teste nos três níveis disponíveis. 

Pelo título ser aceito em vários países, os profissionais habilitados podem prestar consultorias de investimento  e trabalhar em bancos e empresas internacionais. Estima-se que, em todo o mundo, existam mais de 160 mil profissionais certificados e cerca de  1.200 no Brasil.

Veja também o que é e como funciona a certificação PQO

Por que a certificação CFA é tão importante?

Ter a certificação CFA certamente é um diferencial no currículo de quem atua no mercado financeiro. Com essa habilitação, o profissional comprova sua expertise, dedicação e ética de trabalho.  Devido a sua alta credibilidade, muitos empregadores criam vagas exclusivas para analistas CFAs. 

Outro motivo para obter o CFA é a ampla área de atuação. O certificado abre portas para trabalhar em setores como indústrias, bancos, mercados financeiros e tecnológicos, áreas que valorizam os profissionais com esse título. 

Aproveite e descubra mais sobre quem é e o que faz um  controller no mercado financeiro. 

O que é preciso ter para tirar o certificado?

Embora seja aplicado em vários países, não são todos os profissionais que podem ser habilitados para o conseguir o certificado. Para conquistar o título, os candidatos também devem preencher três pré-requisitos: 

  • Quatro  anos de experiência profissional comprovada na área de finanças;
  • Assinar o código de conduta e ética;
  • Ser membro do CFA Institute.

Como ocorre o processo?

Conseguir o CFA não é tarefa fácil. Os candidatos precisam dedicar horas de estudo e participar de uma rigorosa avaliação. O processo seletivo da certificação CFA é dividido em três etapas. 

Em cada etapa são aplicados testes em inglês que avaliam o conhecimento em finanças dos candidatos: 

 

Nível 1 

A proposta do Nível 1 do CFA é avaliar o conhecimento básico dos candidatos. A prova é composta com questões sobre análise de relatórios econômicos, ética, economia, finanças corporativas e investimentos em ativos e renda fixa. 

Nesse nível são realizados dois testes, um pela manhã e outro na parte da tarde. O candidato tem três horas para responder 120 questões de múltipla escolha com três alternativas. Em geral, os resultados são divulgados em até 60 dias, desde aplicação do teste, pela própria instituição. 

Confira nossa seleção dos 10 melhores livros para o investidor sobre mercado financeiro.

 

Nível 2 

O Nível 2 do CFA é considerado complexo. Nessa etapa, é comum serem cobradas questões sobre análise de investimentos, valorização de ativos e relatórios financeiros. 

O grande diferencial dessa prova são as questões complexas. Em geral, é exigido que o candidato solucione casos financeiros com base em análises contábeis. As demonstrações apresentadas têm como base as normas internacionais do IRFS (International Financial Reporting Standards). 

 

Nível 3 

A prova do Nível 3 é composta por questões dos conteúdos abordados nos outros níveis. Além disso, existem questões discursivas que exigem uma boa capacidade de argumentação e redação em inglês do candidato. 

Geralmente, essas questões são baseadas em um caso financeiro e podem ser divididas em mais de duas partes. 

Quanto custa uma certificação CFA?

Os custos da certificação CFA variam do período e do nível da prova que o candidato vai se inscrever. Existe a cobrança de uma taxa de inscrição única de US$ 450 para o nível 1, que deve ser paga na primeira inscrição. Caso o candidato decida repetir a prova, são cobradas as seguintes taxas:

  • Taxa de inscrição antecipada (paga nos meses de Fevereiro a Março): US$ 700;
  • Taxa de inscrição antecipada (paga nos meses de Março a Novembro): US$ 1000;
  • Taxa de inscrição atrasada (paga nos meses de Agosto a Setembro): US$ 1450.

Quem deseja aumentar as chances de aprovação pode fazer cursos preparatórios pela CFA Society Brazil. Em 2020, o investimento para participar do curso  presencial de 38 horas/aulas é de R$1.900. 

Descubra neste artigo por que a profissão de assessor de investimentos está em alta. 

Principais vantagens de tirar a certificação CFA

As três letras da certificação CFA no currículo abre portas para novas oportunidades de trabalho e crescimento profissional no mercado financeiro. Com o título, o especialista tem acesso a uma série de vantagens, tais como: 

 

Reconhecimento internacional

Certamente a CFA é uma das certificações mais valorizadas e respeitadas ao redor do mundo. Bancos, empresas de consultoria e de investimento renomados buscam esses profissionais para compor suas equipes financeiras. 

Ao obter o título, o profissional participa de uma comunidade global com mais de 165 mil  analistas localizados em mais de 150 países. Com essa rede de networking, as oportunidades de crescer na carreira e se manter atualizado sobre as tendências são altas. 

 

Possibilita trabalhar na área e no exterior

Por ter abrangência global, a certificação CFA permite que os profissionais participem de processos seletivos de bancos e outras instituições financeiras em outros países. É possível encontrar vagas específicas para profissionais com essa titularidade. 

 

Maior destaque em relação aos outros profissionais

Os profissionais certificados pelo CFA despertam a atenção dos empregadores pelo seu conhecimento avançado em finanças, comprometimento e ética de trabalho.

Por isso, em um processo seletivo os CFAs ganham destaque em relação aos outros profissionais. 

Outra vantagem é que, como o mesmo teste é aplicado em todo o mundo, os profissionais brasileiros se igualam em nível de conhecimento com os americanos, por exemplo.

Assim, em uma seleção de emprego no exterior, a disputa pela vaga é mais justa entre os certificados CFA. 

Agora que você sabe o que é a certificação CFA e como obtê-la, continue se informando mais sobre o mercado financeiro. Assine nossa newsletter e receba mais notícias  sobre investimento, economia e finanças. 

Recomendados

Investimentos

Anbima: entenda o papel dessa associação reguladora do mercado financeiro

Saiba mais sobre o que é a Anbima, entendendo seu papel regulador do mercado e ...

3 anos atrás

Investimentos

Anbima CEA: tudo sobre a Certificação de Especialista em Investimentos

Entenda mais sobre como essa certificação pode ser importante para você e quais ...

3 anos atrás

Investimentos

O que é e como obter sua CPA10

Entenda mais sobre o que é e para que serve o exame oficial Anbima CPA10 e como se ...

3 anos atrás