Carteira recomendada: como encarar as dicas de investimentos

A carteira recomendada é uma referência útil para tomar decisões sobre investimentos. Veja como encarar essas dicas.

A carteira recomendada é uma referência importante que ajuda desde investidores iniciantes até os mais experientes. Por meio dessas seleções de ativos, os analistas e corretoras sugerem os melhores investimentos para seus clientes e reforçam sua autoridade no mercado financeiro. 

Hoje, existem carteiras para todos os perfis de investidor, objetivos e classes de ativos, que contribuem com as decisões sobre ações, títulos de renda fixa, fundos de investimentos, etc. Mas, para aproveitar ao máximo essas recomendações, você deve seguir alguns critérios e tomar alguns cuidados.

Continue lendo e saiba como encarar as dicas da carteira recomendada. 

O que é uma carteira recomendada de investimentos

Uma carteira recomendada de investimentos é um conjunto de aplicações e ativos sugerido por profissionais especializados e corretoras de valores. Geralmente, as instituições enviam relatórios semanais com oportunidades de investimento adequadas ao perfil de cada cliente ou focadas em um tema específico, como ações, fundos ou renda fixa.

Dessa forma, a carteira recomendada funciona como uma fonte de informação contínua para apoiar as decisões dos investidores. Para a corretora, é uma forma de contribuir com os ganhos de seus clientes e atrair novos investidores, enquanto o investidor se beneficia da experiência e conhecimento dos analistas. 

Para contemplar todos os perfis e tipos de investidor, as corretoras costumam oferecer vários modelos de carteiras recomendadas. Há recomendações voltadas aos conservadores, moderados e arrojados, e também focadas em ativos particulares como ações com alto potencial de valorização, ações que pagam dividendos, fundos imobiliários com bom desempenho em longo prazo, etc. 

Dessa forma, elas são um importante instrumento de diversificação para os investidores e uma referência essencial para medir a temperatura do mercado. 

Cuidados com carteiras recomendadas

Cabe ao investidor seguir ou não as sugestões da carteira recomendada pela sua corretora ou profissional de confiança. 

Veja quais cuidados tomar ao receber essas recomendações. 

Analise por conta própria

Por mais que a carteira recomendada tenha credibilidade no mercado, ela não substitui sua análise individual dos investimentos. Isso porque investidores têm diferentes objetivos de curto e longo prazo, graus de tolerância ao risco e métodos de análise, além de expectativas próprias sobre rentabilidade e liquidez.

Logo, usar um modelo pronto pode não ser o melhor caminho para alcançar suas metas — o melhor é tê-lo como referência e definir seus próprios critérios. 

Não siga cegamente as recomendações

Os analistas mais experientes do mundo ainda não conseguem prever o futuro e nenhuma corretora tem bola de cristal. Por isso, não adianta seguir cegamente as recomendações da carteira, esperando que as análises nunca falhem.

Na prática, os ativos podem sofrer uma reviravolta a qualquer momento, especialmente os mais voláteis

Adapte para a sua realidade

Para que a carteira recomendada seja útil, ela precisa se adequar ao seu perfil de investidor, realidade financeira ou objetivos. Mas é claro que nem todos os ativos vão se encaixar nos seus planos e portfólio atual. 

Em alguns casos, você pode usar apenas algumas das sugestões e adaptar os ativos que fazem sentido para a sua estratégia. 

Investigue quem recomenda

A reputação dos analistas e corretoras responsáveis pela carteira recomendada é um critério essencial para seguir as sugestões. Por isso, vale a pena buscar mais informações sobre quem está recomendando e acompanhar as análises de desempenho de diferentes carteiras na mídia. 

Afinal, é seu patrimônio que está em jogo, e toda recomendação deve ser estudada com muito cuidado. 

Busque conhecimento antes de tudo

Aprofundar seu conhecimento sobre o mercado financeiro é o melhor caminho para se tornar um investidor bem-sucedido. Quanto mais você dominar as técnicas, entender os diferentes ativos e estratégias, e acompanhar as tendências, mais certeiras serão suas decisões sobre investimentos — e melhor será seu aproveitamento das carteiras recomendadas.

Carteira recomendada da Capital Research

A carteira recomendada da Capital Research é uma das mais completas e balanceadas do mercado, voltada aos investidores que buscam ganhos consistentes em longo prazo. Hoje, você tem duas opções de planos para acessar a Carteira Capital:

  • Plano Lite (grátis): o plano Lite é ideal para investidores iniciantes, dando acesso a uma carteira composta pelas melhores ações, fundos imobiliários e ativos de renda fixa
  • Plano Premium (R$ 14,90/mês): o plano Premium é direcionado aos investidores que querem ganhos acima da média em longo prazo, investindo em diferentes classes de ativos. Seu diferencial é o acesso ilimitado às quatro carteiras completas (ações, fundos de investimento, fundos imobiliários e renda fixa) e seus relatórios. 

Se você quer uma amostra dos serviços da Capital Research, assine a newsletter e receba diariamente as últimas informações do mercado financeiro — certamente, você vai se interessar pela carteira recomendada depois de ler nossas análises.

Recomendados

Investimentos

Entenda o que é uma carteira de investimentos e como montar a sua

Construa seu perfil de investidor para descobrir qual estrátegia se encaixa melhor e ...

3 anos atrás

Investimentos

Carteira diversificada: o que é, sua importância e como fazer

Ter uma carteira diversificada de investimentos é muito importante para a maior ...

2 anos atrás

Investimentos

Como viver da Bolsa de Valores: 5 dicas para atingir esse objetivo

Viver de investimentos no mercado de capitais pode ser uma meta atingível. Saiba ...

2 anos atrás