Vale a pena comprar ações fracionadas? Descubra agora

Vale a pena comprar ações fracionadas ou é melhor investir no lote padrão da bolsa? Para quem está começando na renda variável ou tem pouco capital disponível, comprar papéis em quantidades menores pode ser uma boa ideia. 

Mas é preciso ficar atento às diferenças entre o mercado à vista, onde são negociados os lotes de 100 ações, e o mercado fracionário. Neste artigo, você vai entender como funciona a compra e venda de ações fracionadas e seus prós e contras

Leia com atenção e decida se as fracionárias servem para você. 

O que são ações fracionadas?

Ações fracionadas, ou fracionárias, são papéis negociados em quantidade inferior ao lote padrão da bolsa de valores (normalmente, de 100 ações). Nesse mercado, o investidor pode comprar e vender ações sem quantidade mínima exigida — ou seja, de 1 a 99 unidades. 

Ao contrário do mercado à vista, em que só é possível negociar lotes padrão, o mercado fracionário se apresenta como uma alternativa mais acessível e flexível para investir em ações com pouco dinheiro — ou acumular papéis de várias empresas aos poucos. Logo, é uma opção atrativa para o pequeno investidor que não dispõe de tanto capital para operar na bolsa de valores. 

No entanto, antes de comprar ações fracionadas, é importante conhecer as particularidades desse mercado e entender seus prós e contras. Ele pode ser uma porta de entrada para investir em ações, mas também tem suas desvantagens, como veremos a seguir. 

Qual a diferença entre o mercado fracionário e o mercado à vista?

O mercado fracionário integra o mesmo ambiente do mercado à vista, ou seja, a B3 (Brasil Bolsa, Balcão). Mas, além da diferença básica de permitir a negociação de ações fracionadas em vez de lotes inteiros, esse mercado também tem suas particularidades. 

Por exemplo, os lotes fracionários costumam ter um spread (diferença entre preço de compra e venda) maior, devido à liquidez mais baixa desses ativos. Isso ocorre porque é mais difícil vender ações fracionadas na bolsa, já que a maioria dos compradores procura por lotes de 100 papéis. 

Por essa razão, o preço de compra dos papéis pode ficar um pouco acima do mercado principal e o preço de venda um pouco abaixo. Outro ponto de atenção são as taxas cobradas pelas corretoras, que tendem a ficar mais pesadas quando o investidor compra quantidades menores de ações. 

De modo geral, as instituições costumam cobrar taxas fixas de corretagem por operação. Então, se uma corretora cobra R$ 10,00 e você compra apenas R$ 100,00 em ações fracionadas, terá perdido 10% do investimento apenas com a taxa — o que, obviamente, não vale a pena. 

Por isso, o ideal é buscar por corretoras que cobrem taxas diferenciadas para compra de pequenas quantidades de ações, ou utilizem a tabela da B3 (tabela da bolsa que aplica taxas fixas ou variáveis de acordo com o valor da transação). 

Oportunidades que as ações fracionadas oferecem

As ações fracionadas podem ser vantajosas, dependendo da sua estratégia de investimento, especialmente para quem está começando. Confira algumas das oportunidades:

1. Permite comprar ações com menos dinheiro

Para os investidores iniciantes na renda variável ou com um capital menor, as ações fracionadas são perfeitas para começar a investir na bolsa com pouco dinheiro. Se a ação unitária custa R$ 50,00, por exemplo, será preciso desembolsar R$ 5 mil para comprar um lote de uma única empresa — o que pode ser intimidador para quem está começando e ainda não sabe como lidar com os riscos da bolsa.

2. Facilita a diversificação da carteira

Diversificar a carteira com ações é sempre uma boa ideia, e as ações fracionadas permitem fazer isso com um capital menor. Usando o exemplo anterior, o investidor pode usar os R$ 5 mil para comprar ações de duas ou mais empresas, comprando lotes fracionários de 25, 50 ou quantas ações quiser, por exemplo.

Dessa forma, é mais fácil incluir várias empresas com alto potencial de crescimento no portfólio e ir investindo mensalmente para aumentar o patrimônio.

3. É ideal para estratégias de longo prazo

Para quem investe no longo prazo com estratégias de buy and hold e value investing, por exemplo, as ações fracionadas são excelentes. Isso porque sua liquidez é menor (o que não faz diferença no longo prazo) e é possível construir a carteira aos poucos, focando em ações de empresas sólidas. 

Lembrando que, ao atingir a quantidade de 100 ações fracionadas, elas podem ser negociadas normalmente como lote padrão no mercado à vista. 

Como comprar ações fracionadas

Comprar ações fracionadas é muito simples: basta acrescentar a letra “F” ao fim do ticker da ação na busca do home broker. Por exemplo, se você quer comprar ações fracionárias da Magazine Luiza (MGLU3) é só digitar MGLU3F para adquirir quantidades menores.

Assim, você pode investir na bolsa pelo mercado fracionário sem dificuldades, se não estiver seguro o suficiente, não tiver capital disponível para os lotes tradicionais ou simplesmente quiser começar aos poucos. Lembre-se apenas da questão da liquidez inferior e impacto das taxas de corretagem, para decidir se o investimento vale a pena.

E então, decidiu se comprar ações fracionadas é interessante para você? Aproveite para assinar a newsletter da Capital Research e receber as melhores recomendações da bolsa. 

Recomendados

Investimentos

Ações preferenciais ou PN: entenda qual a vantagem

Ações preferenciais ou PN são ações com prioridade na distribuição de ...

3 anos atrás

Investimentos

Ações mais baratas da Bolsa: quais são e quando comprar?

Classificar uma Ação como barata tem a ver com seu potencial de valorização ...

2 anos atrás

Investimentos

Ações no Imposto de renda: como declarar?

Independentemente da transação e do valor envolvido, o investidor que possui ...

2 anos atrás