Mercado de Valores Mobiliários: o que é e como investir

Entenda os motivos para investir no mercado de valores mobiliários. Saiba também como as ações são negociadas

O Sistema Financeiro Nacional é formado por diferentes entidades econômicas com ferramentas que possibilitam que pessoas, empresas e instituições transfiram recursos e ativos entre si.

Dentro desse sistema funcionam quatro grandes mercados, a maioria controlados e regulados pelo Banco Central do Brasil (BC). Assim, o Mercado Monetário, o Mercado de Crédito e o Mercado de Câmbio estão sob a responsabilidade do BC.

Já o último mercado é quem vem atraindo cada vez mais investidores e empresas com sua vasta gama de ofertas em produtos financeiros, com possibilidades para qualquer perfil. Trata-se do Mercado de Valores Mobiliários, também conhecido como Mercado de Capitais.

A entidade que fiscaliza este mercado é a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), criada especificamente para tal função.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é a entidade pública e autônoma ligada ao Ministério da Fazenda, criada em 1976 para gerenciar e supervisionar o Mercado de Valores Mobiliários no Brasil.

Seus principais objetivos são proteger o investidor, estimular a concorrência entre instituições financeiras, vistoriar as relações entre corretoras e clientes e auxiliar a aprimorar a educação financeira do povo brasileiro.

🡪 Independência financeira: saiba o que é e como conquistá-la!

🡪 Entenda os principais riscos de se investir em Ações

O que é o Mercado de Valores Mobiliários

Um valor mobiliário nada mais é do que um documento, geralmente chamado de título financeiro, que representa uma propriedade ou um crédito.

Esses títulos são emitidos e comercializados no Mercado de Valores Mobiliários por entidades públicas ou privadas que estão em busca de recursos para financiar suas operações. 

Quando uma empresa de capital aberto na Bolsa de Valores vende uma de suas Ações a um investidor, por exemplo, está adquirindo um título de propriedade. Já um título de crédito, é uma espécie de empréstimo.

A emissão desses títulos financeiros é regulamentada pela CVM. Uma lei instituída em 2001 definiu os tipos de Valores Mobiliários que podem ser negociados no Brasil. 

São eles:

– Ações de empresas;
– Debêntures (empréstimos para empresas);
– Cupons Cambiais;
– Notas Comerciais (crédito de curto prazo para investidores);
– Certificado de Depósito de Valores Mobiliários;
– Contratos Futuros (mercado futuro);
– Contratos Derivativos (mercado a termo);
– Cotas de Fundos de Investimento em valores mobiliários;
– Cotas de clubes de investimento em qualquer Ativo;
– Cupons, Direitos, Recibos e Certificados relativos a valores mobiliários.

Como funciona o Mercado de Valores Mobiliários

Se no passado os corretores de valores passavam o dia amontoados em uma sala, aos gritos e gestos para efetuar as transações de seus clientes, hoje o Mercado de Valores Mobiliários funciona eletronicamente.

Ele pode ser acessado pelos investidores por meio de uma plataforma digital que é fornecida pelos bancos e corretoras de valores autorizados a operar no mercado de capitais.

De forma resumida, o Mercado de Valores Mobiliários possui a seguinte estrutura:

Administradores 

🡪 Bolsa de Valores, Depositárias, Câmaras de Compensação e Liquidação

Emissores 

🡪 Empresas de Capital Aberto

Intermediários 

🡪 Bancos, Corretoras, Administradores de Carteira de Investimentos, Distribuidoras de Títulos e Valores e Agentes Autônomos

Investidores 

🡪 Pessoas Físicas, Pessoas Jurídicas (empresas) e Estrangeiros

Regulador 

🡪 Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

Como mencionamos, a negociação de valores mobiliários ocorre dentro de um sistema digital. Ele só pode ser acessado através de uma plataforma que é fornecida por instituições financeiras autorizadas para tal – o Home Broker.

É dentro do Home Broker que o investidor pesquisa os Ativos que estão sendo disponibilizados no mercado, visualiza seus respectivos preços e efetua as negociações de acordo com as regras atreladas à opção escolhida.

Para quem vende Ações (as empresas que abrem seu capital), o Mercado de Valores Mobiliários representa a oportunidade de obter recursos, re-investir em estrutura ou operações e aumentar ainda mais seu lucro – o que irá valorizar as próprias Ações que foram compradas pelos investidores, dando lucro também a eles. 

Em um cenário positivo como esse, o efeito cascata dos valores mobiliários beneficia tanto comprador (que ainda se torna um acionista da empresa) quanto vendedor. 0Mas o investidor também tem a opção de revender suas Ações para outros investidores no chamado mercado secundário.

5 motivos para investir no Mercado de valores mobiliários

  1. Independência Financeira: dá a possibilidade ao investidor de obter grandes lucros e criar uma boa fonte de renda alternativa;

    2. Segurança: a CMV fiscaliza e garante o mercado contra fraudes, calotes e ilegalidades;

    3. Capital para investir: oferece às empresas a oportunidade de obter recursos com a venda de Ações;

    4.Torne-se um sócio: comprando Ações de uma empresa, o investidor torna-se um sócio da mesma e pode ter direito a receber mais dinheiro na forma de dividendos;

    5. Variedade de produtos: o Mercado de Valores Mobiliários no Brasil evoluiu muito nos últimos anos e hoje oferece produtos para qualquer perfil de investidor.

Como investir no Mercado de Valores Mobiliários

Para ter acesso às possibilidades do Mercado de Valores Mobiliários, o investidor precisa abrir conta em uma instituição financeira autorizada a comercializar tais produtos – bancos, corretoras de valores, etc. A Bolsa de Valores, por exemplo, é um dos principais ambientes de negociação deste mercado. 

Uma vez que tenha criado sua conta, o investidor receberá uma plataforma digital com senha de acesso para poder visualizar as ofertas e realizar as transações que desejar.

Antes de se aventurar nesse meio, é importante consultar especialistas com reconhecimento no mercado financeiro.

Eles ajudarão o novo investidor a selecionar as melhores ofertas do momento para quem está ingressando no mundo do mercado de capitais de acordo com seu perfil pessoal.

Encontre as melhores recomendações de investimentos no site da Capital Research

Recomendados

Investimentos

CVM Educacional: aprenda sobre o mercado de valores mobiliários

Entenda como funciona esse canal educativo ...

2 anos atrás

Investimentos

VISC11: dividendos, histórico e características

Pensando em investir no VISC11? Confira o histórico recente do fundo imobiliário, ...

2 anos atrás

Investimentos

O que é LCI? Qual a diferença desse título?

Conheça as principais caracteristicas da LCI (Letras de Crédito Imobiliário). ...

3 anos atrás