Maiores quedas da bolsa: 10 tombos históricos no mercado de ações

As maiores quedas da bolsa deixam apreensão, mas também lições. Relembre o histórico e veja dicas para agir nesses casos.

Sempre que acontecem as maiores quedas da bolsa, não há quem fique sem saber. Afinal, esse cenário gera não apenas apreensão entre acionistas, como grande interesse do noticiário econômico nacional e mundial.

Se você liga a televisão ou navega pela internet e não entende quando falam em bear market, circuit breaker ou sobre a perda de valor de empresas de capital aberto, este artigo vai ajudar.

Siga a leitura, conheça os maiores tombos da história da bolsa de valores no Brasil e no mundo e veja como isso impacta a vida de investidores e a economia geral.

As 10 maiores quedas da bolsa na história

As maiores quedas da bolsa na história, seja no Brasil ou no mundo, estão relacionadas a eventos pontuais, mas que, por vezes, se arrastam por meses ou até anos.

Quando existe pessimismo generalizado dos mercados, com acentuada queda no preço de ações, títulos e outros ativos, os especialistas chamam de “bear market”. O forte touro que representa as bolsas de valores dá lugar a um urso que desfere patadas no ânimo dos investidores.

Quer saber quando o bear market atacou o mercado? Conheça 10 momentos em que os índices caíram consideravelmente nos mercados de ações.

 

Maiores quedas da bolsa no Brasil

Começando a lista, veja as maiores quedas da bolsa de valores de São Paulo, atual B3, que é a bolsa oficial do Brasil.

5. 1997: 14,98%

A crise dos países asiáticos atingiu em cheio os mercados brasileiros. Assim, o Ibovespa apresentou desvalorização de quase 15% frente aos acontecimentos internacionais.

4. 1998: 15,83%

Enquanto o país esperava renegociar sua dívida externa, a Rússia decretava moratória, causando pânico geral no mundo. Após circuit breaker, o Ibovespa caiu 15,83%.

3. 1987: 16,17%

O Black Monday, em 19 de outubro de 1987, registrou a maior queda do índice Dow Jones, o principal da bolsa de Nova Iorque. O Brasil sentiu os efeitos e, entre polêmicas sobre contratos futuros e possíveis erros de programa, o Ibovespa despencou mais de 16%.

2. 1990: 20,95%

No dia 20 de março, o presidente Fernando Collor noticiou o confisco das poupanças e, então, o mercado entrou em colapso. Como resultado, o Ibovespa apresentou uma diminuição de 20,95% em relação ao dia anterior.

1. 1990: 22,27%

O começo da década de 1990 exigiu coração forte dos brasileiros. Em 21 de março, com a oficialização do congelamento das cadernetas de poupança, o Ibovespa chega a sua maior queda da história, registrando desvalorização de 22,27%.

 

Maiores quedas da bolsa no mundo

Achou as maiores quedas da bolsa no Brasil expressivas? Então, você vai se surpreender com os tombos históricos pelo mundo afora.

5. Hong Kong 1997-98: 64%

A crise dos Tigres Asiáticos desestabilizou o mercado acionário de Hong Kong que sofreu, então, uma impressionante queda de 64%.

4. Londres 1973-74: 73%

A década de 1970 foi marcada pela crise do petróleo e, com ela, ocorreu uma das maiores desvalorizações da bolsa da história. Foi assim que Londres amargou redução de 73% nos índices.

3. Japão 1990-2003: 79%

O Japão viveu um período de longa retração do mercado acionário entre 1990 e 2000. Dessa forma, a chamada “década perdida” fez a bolsa japonesa despencar quase 80% durante os anos deflacionários.

2. EUA – Nasdaq 2000-2002: -82%

Na virada do século, houve o chamado estouro da “bolha da internet”. A crescente especulação sobre as “empresas.com” fez o mercado registrar queda acentuada de 82% no índice americano Nasdaq.

1. EUA – Wall Street 1929-32: 89%

Por fim, a maior desvalorização histórica do mercado acionário aconteceu nos Estados Unidos, entre 1929 e 1932. A famosa “Crise de 1929” daria origem a um período de agravamento econômico em todo o mundo. Após a explosão da bolha especulativa que se formava à época, Wall Street viu os números despencarem quase 90%.

As maiores quedas da bolsa em 2020

O ano de 2020 tem sido marcado por importantes quedas diárias na bolsa de valores, inclusive com o acionamento do circuit breaker algumas vezes. Entre os tombos, algumas ações que perderam valor foram as seguintes:

  • PETR4: R$ 12,88. -18,74%
  • MGLU3: R$ 35,35. -17,94%
  • VALE3: R$ 34,94. -14,24%
  • ITUB4: R$ 24,10. -7,91%.

O próprio índice Ibovespa, que volto ao patamar de 72 mil pontos, queda superior a 14%, é um dos sinais da crise no mercado financeiro neste ano.

Por que a bolsa cai?

As bolsas de valores funcionam, basicamente, pela lei da oferta e procura. Quanto mais investidores estiverem em busca de determinado ativo, maior será seu preço – e vice-versa.

Porém, não é somente esse fator que determina a queda dos preços das ações. Instabilidade dos mercados, crises financeiras, índices econômicos ruins, problemas com as empresas que vendem ações, descrença generalizada e outros acontecimentos macro e microeconômicos podem derrubar as bolsas.

O que é circuit breaker?

De maneira bem objetiva, o circuit breaker é uma parada das atividades da bolsa em momentos de quedas acentuadas do mercado. Na B3, ele acontece da seguinte maneira:

  • Queda de 10% do Ibovespa: negociações interrompidas por 30 minutos
  • Queda de 15% do Ibovespa: se, após a volta do circuit breaker anterior, a bolsa ainda operar em declínio e acumular 15% de queda, há nova pausa de 1 hora
  • Queda de 20% do Ibovespa: por fim, se a retomada das transações ainda registrar redução dos preços e chegar a 20%, a B3 suspende as atividades e define um novo prazo para a volta das negociações.

O que fazer nas quedas da bolsa?

Apesar de causar grande apreensão, o “bear market” não precisa ser encarado com pânico e histeria. Muito pelo contrário. Um bom investidor de renda variável deve entender a aplicação em ações como um investimento a longo prazo e, assim, não se assustar com as oscilações temporárias do mercado.

Aliás, as quedas de preços podem significar uma boa oportunidade para fazer a compra de ativo que você tinha em mente. Então, ao ouvir falar em bear market e circuit breaker, respire fundo, realinhe suas estratégias e invista com seriedade.

Acompanhe o blog da Capital Research e prepare-se para fazer os melhores investimentos.

Recomendados

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Como viver da Bolsa de Valores: 5 dicas para atingir esse objetivo

Viver de investimentos no mercado de capitais pode ser uma meta atingível. Saiba ...

2 anos atrás

Investimentos

Conheça as 8 maiores bolsas de valores do mundo

Saiba onde estão as maiores bolsas de valores do planeta e conheça mais sobre elas. ...

2 anos atrás