Lucro por Ação: como usar o indicador na análise de investimentos

Indicador de Lucro por Ação, ou LPA, revela o lucro líquido de cada ação de uma determinada empresa. Veja como calcular.

O Lucro por Ação – ou LPA – é um dos índices mais importantes que os investidores devem avaliar no ato da compra de novos papéis na bolsa de valores.

Assim, se você está pensando em se tornar um acionista ou adquirir novas ações, precisa entender o conceito do LPA. Com o número, é possível fazer uma avaliação mais assertiva sobre o quanto o retorno com o investimento é vantajoso – ou não.

Siga a leitura, acompanhe as dicas e entenda o que é e como calcular o Lucro por Ação.

O que é Lucro por Ação (LPA)?

O Lucro por Ação é o indicador obtido pela divisão do valor total do lucro líquido da empresa, em determinado período, pelo número total de ações que ela comercializou.

Grandes organizações precisam de grandes volumes de recursos financeiros para investir e operar seus negócios. Por isso, as sociedades anônimas de capital aberto (S/A) negociam ações no mercado de investimentos.

Ou seja, elas vendem ações aos investidores e estes passam a ser seus sócios. Em troca dessa espécie de financiamento, os acionistas são remunerados com o lucro líquido da empresa.

Portanto, a S/A apura o seu lucro ao fim do período operacional – que pode ser semestral ou anual, por exemplo. Desse valor, é possível encontrar o LPA, dividindo o resultado pelo número de ações vendidas no mesmo espaço de tempo.

Para que serve o Lucro por Ação?

O indicador é um dos mais utilizados pelos acionistas. Ele tem como função mostrar a situação estática da empresa quanto à remuneração dos investidores. Em outras palavras, o LPA é um dado que mostra o quanto a ação paga em juros ao acionista, naquele período.

Contudo , sozinho, o Lucro por Ação apenas traça um “fotografia” dos juros. O ideal é que o investidor consiga olhar a remuneração paga pela S/A por um espaço maior de tempo.

O interessante é ver, pelo menos, o histórico de LPA da empresa. Com esse “filme” mais extenso, o acionista tem a possibilidade de fazer uma análise mais adequada das flutuações de pagamento por ação.

Lembre que comprar e vender ações é um tipo de renda variável. Portanto, mesmo com análise de dados, índices, cenários e projeções, a rentabilidade do investimento tem baixa previsibilidade. Você, como acionista, pode minimizar o impacto dessa imprevisibilidade estudando bastante o mercado de investimentos e suas tendências.

Como calcular o Lucro por Ação

Muitas empresas já disponibilizam o valor do LPA. Mas, se você quiser conferir os dados apresentados ou calcular o Lucro por Ação de alguma S/A, confira este passo a passo:

 

1 – Colete dados do lucro

As sociedades anônimas que vendem ações precisam tornar públicos vários dados e relatórios contábeis. Um deles é o DRE – Demonstrativo do Resultado do Exercício. O DRE junta todas as receitas da empresa em determinado período e, depois, retira despesas e impostos.

Ao fim do cálculo, obtém-se o valor do resultado líquido – que pode ser lucro ou prejuízo. É este resultado que deverá ser utilizado para calcular o LPA.

 

2 – Colete dados das ações

As S/As podem vender ações preferenciais ou ordinárias. No cálculo do Lucro por Ação, pode ser feita uma média geral ou levar a proporção ao pé da letra. Assim, será necessário ir até ao Balanço Patrimonial da companhia no mesmo período do DRE. Lá, será possível coletar o número total de ações comercializadas durante o tempo.

 

3 – Calcular o LPA

Agora, já temos o valor do lucro líquido e o número de ações. Basta, então, calcular o Lucro por Ação, na seguinte fórmula:

  • LPA = (Lucro Líquido do Exercício / Número de Ações)

Por exemplo: uma empresa teve R$ 50 milhões de lucro e emitiu 10 milhões de ações no exercício. Logo, o LPA é de R$ 5 por ação.

Como analisar o Lucro por Ação

É importante observar o LPA como um indicador temporário do pagamento da ação para determinada empresa. Ele pode, sim, ser usado para comparar a remuneração de diferentes empresas naquele período. Mas, o comparativo deve ser justo e considerar empresas que sejam semelhantes no segmento, porte e histórico.

Além disso, o LPA é interessante para analisar com mais frieza os resultados das S/As. Se uma empresa anuncia que dobrou o seu lucro, mas também duplicou a quantidade de ação emitida, isso significa que o Lucro por Ação vai se manter.

Lembre-se de analisar o histórico de pagamento de LPA. Assim, será possível ter mais profundidade na avaliação dos resultados e pagamentos realizados pela sociedade anônima.

E como você pode saber se o Lucro por Ação é ou não atrativo? Com as seguintes ações:

  • Comparação do LPA com S/As semelhantes
  • Observação da remuneração histórica para ver se já pagou mais ou menos
  • Análise das suas próprias expectativas como investidor: o pagamento está dentro do esperado pela exposição ao risco e custos inerentes aos investimentos?

Depois de observar essas questões, veja se a ação é realmente interessante para você.

Quer saber mais sobre investimentos e mercado de ações? Conheça as carteiras recomendadas da Capital Research e fique por dentro de nossos conteúdos e análises.

Recomendados

Investimentos

Análise técnica: o que é e como lucrar com ações

Análise técnica é uma ferramenta utilizada para qualificar o investimento no ...

2 anos atrás

Investimentos

Análise fundamentalista: conheça a metodologia adotada por grandes investidores

A análise fundamentalista ajuda investidores a entender o desempenho das empresas e ...

2 anos atrás

Investimentos

Ações preferenciais ou PN: entenda qual a vantagem

Ações preferenciais ou PN são ações com prioridade na distribuição de ...

3 anos atrás