Long & Short: O que é essa operação e quais são os riscos?

Uma opção para quem deseja inovar na forma de investir na Bolsa de Valores

Ganhar dinheiro com as ações da bolsa de valores é algo que exige prática. A lógica da lucratividade, porém, é bastante simples: o saldo do investimento é positivo quando compra-se uma ação por um determinado preço e vende-se por um preço superior no futuro. Outra forma de ganhar dinheiro na bolsa, entretanto, é por meio de estratégias que permitam ao investidor ter bons rendimentos com a queda da bolsa.

Mas você já pensou que é possível combinar essas duas estratégias, fazendo uma operação financeira que expanda ainda mais os horizontes do investidor de sucesso? Trata-se do Long & Short, um tipo de estratégia que aposta na valorização de uma ação ao mesmo tempo em que espera pela queda de outra.

O principal objetivo desse tipo de operação é garantir lucratividade tanto na alta quanto na baixa das ações. Ao longo deste artigo, traremos mais informações sobre o Long & Short e os conceitos de arbitragem. Explicaremos como funciona essa estratégia e quais riscos ela traz para o investidor. Vamos lá?

Como funciona uma operação Long & Short?

Basicamente, as operações Long & Short são compostas por três processos que envolvem a compra e venda de ativos. São eles:

  • Aluguel de uma ação que se deseja vender;
  • Venda da ação a descoberto;
  • Compra de uma segunda ação.

Ou seja, para que essa estratégia dê certo, o investidor compra uma ação que espera que tenha boa performance no mercado e simultaneamente efetua a venda com aluguel do mesmo valor da ação que espera que tenha a pior performance.

Para que você compreenda melhor, vamos supor que existam duas ações disponíveis no mercado e que, a partir da sua análise técnica, você perceba que elas tendem a ser valorizadas ou desvalorizadas no futuro: esse é o primeiro cenário a ser avaliado na hora de fazer a operação Long & Short.

Transformando essa hipótese em um exemplo prático, imagine que estamos em um momento econômico em que se espera a alta do dólar. Um setor A da economia se beneficia da alta, enquanto um setor B é prejudicado por esse movimento da moeda americana.

Um investidor familiarizado com a estratégia Long & Short percebe esses indícios do mercado e monta uma operação financeira que traz lucros a partir das diferentes performances das empresas cujas ações estão flutuando devido à alta do dólar.

Um outro exemplo de como a operação Long & Short pode funcionar é no caso de duas ações que apresentam correlação de preços estarem “desbalanceadas”. Quando a correlação entre essas duas ações está fora do que habitualmente se espera, é possível que um investidor habilidoso consiga lucrar em cima desse desequilíbrio.

Tipos de Long & Short

Assim que o investidor identifica a correlação entre as ações alvo, é possível iniciar a operação Long & Short. Ela pode acontecer com qualquer uma das ações listadas na bolsa, porém é mais comum que ocorram operações:

  • Long and Short Intra-Setorial

Quando as ações envolvidas na operação são de duas empresas que atuam no mesmo segmento do mercado. Por serem do mesmo setor, essas empresas possuem papéis fortemente relacionados e as ações acompanham a variação de seus pares.

  • Ação ON versus ação PN

É o tipo de operação Long & Short mais comum. Por se tratarem de papéis da mesma companhia – ações ordinárias e preferenciais, seu comportamento é o mesmo no mercado financeiro. Isso reduz os riscos da operação, porém, quanto mais correlacionadas estiverem as ações, menor é a rentabilidade proporcionada pela estratégia de compra e venda das ações.

  • Controlada versus Controladora

Algumas empresas de capital aberto são controladas por outras empresas que também possuem ações na bolsa de valores. Devido a esse vínculo entre as empresas, seus papéis são intensamente relacionados. Essa proximidade entre as empresas por sua vez facilita a operação de arbitragem entre as ações e reduz riscos também (lembrando que uma operação de arbitragem é aquela que lucra com a diferença de preços entre dois ativos financeiros iguais).

Como é possível lucrar com esse tipo de operação?

Como dissemos anteriormente, a operação Long & Short acontece quando um dos ativos é comprado (long) e outro é vendido (short). Para que a estratégia funciona, porém, é preciso que os papéis apresentem correlação no mercado financeiro. Explicamos logo acima como pode ser identificada essa correlação.

A relação entre os ativos pode ser calculada por calculadoras de investimento e seu resultado é conhecido como índice beta. Esse índice indica a distorção que os ativos sofrem na bolsa a partir da valorização de um deles e da consequente desvalorização do outro.

Ao final da operação de compra e venda, espera-se que a ponta comprada tenha um aumento de preço quando comparada à contraparte vendida pelo investidor. O lucro da operação, conhecido como spread, é o que fica para o investidor.

Vantagens de operações Long & Short 

Existe uma série de vantagens das operações Long & Short, destacamos abaixo algumas delas:

  • Operação independe do desempenho geral da bolsa de valores;
  • Operação pode ser realizada em momentos de alta ou baixa da bolsa de valores;
  • Operação permite a alavancagem – ações compradas servem como garantia das ações vendidas.

Quais os principais riscos envolvidos na operação Long & Short? 

Como qualquer operação de alavancagem realizada no mercado financeiro, a bolsa de valores brasileira exige que o investidor faça um depósito de garantias antes de fazer a Long & Short. Essa garantia pode ser feita tanto em dinheiro quanto em ativos que o investidor já possua em seu nome.

Caso a operação idealizada pelo investidor sofra uma reviravolta, ou seja, se a ação vendida apresentar uma melhor performance quando comparada à performance da ação comprada, há prejuízo!

Lembre-se que, diferente de outros tipos de investimento, as operações Long & Short exigem um conhecimento mais aprofundado do mercado de ações bem como do cenário econômico. Antes de investir, é importante que o investidor esteja ciente dos riscos e dos custos da operação.

De qualquer forma, o movimento Long & Short é mais uma estratégia para ganhar dinheiro investindo na bolsa de valores. A operação pode ser feita pelo investidor freelancer e também por um fundo que realize esse tipo de operação.

Se você já é um investidor e se sente seguro para testar novos tipos de investimento, estude mais sobre o assunto a boa sorte!

Recomendados

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

CDB e CDI: conheça as diferenças antes de investir

Entenda melhor sobre esses dois tipos de certificado de depósito e como se ...

3 anos atrás

Investimentos

Curva de oferta: o que é e como ajuda a entender seus investimentos

Entenda mais sobre um dos elementos mais importantes da econometria e como ele ...

3 anos atrás