Indicadores fundamentalistas: 4 meios de analisar uma ação

Os indicadores fundamentalistas são utilizados na análise de ações. Conheça os principais e qualifique a sua estratégia na bolsa.

Se você deseja investir em ações, precisa conhecer os indicadores fundamentalistas. Através de dados das empresas e do mercado, é possível fazer uma análise mais acertada sobre os investimentos.

Ao utilizar índices como Preço sobre Lucro e Dividend Yield, você terá maiores informações para avaliar a situação do papel e, assim, investir com mais confiança. Descubra, então, o que são indicadores fundamentalistas e como você pode utilizá-los para tornar seus investimentos mais rentáveis.

O que são indicadores fundamentalistas?

A análise fundamentalista considera dados econômicos, do mercado e da empresa para avaliar se ação é ou não um bom investimento. Para fazer a avaliação, o investidor deve observar os indicadores fundamentalistas. 

Os números são obtidos de fatores macro e microeconômicos e são a base para a análise. Ou seja, o investidor coleta os indicadores, faz sua avaliação e decide em qual ação investir para obter os melhores resultados.

Os indicadores fundamentalistas são dados objetivos e “frios”. Assim, eles são a fonte para que o investidor processe as informações. A análise do investimento, no entanto, depende ainda de fatores subjetivos do investidor, como suas ambições e a propensão ao risco.

Para que servem os indicadores fundamentalistas

A principal função dos indicadores é fornecer as informações adequadas para que o investidor possa analisar a qualidade da ação.

Existem diferentes tipos de índices e com finalidades específicas. Portanto, é importante que o acionista consiga coletar os números corretos e, também, adequados para a sua análise fundamentalista.

Cada um dos indicadores registra números sobre uma área diferente da empresa ou do mercado. Assim, cabe ao investidor entender qual é o foco de investimento para compreender quais os dados são relevantes para a sua avaliação.

Por exemplo, o ROE diz sobre o retorno que a companhia foi capaz de pagar aos investidores. Já o DY demonstra a taxa de retorno sobre o preço pago pela ação.

A avaliação isolada desses dados pode não significar muito. Mas, ao associar os números, o acionista consegue ter um olhar mais apurado sobre a qualidade do retorno pelo investimento.

Os 4 principais indicadores fundamentalistas

Conheça, agora, o que são e como são calculados os principais indicadores fundamentalistas. Acompanhe!

 

1. [PL] Preço / Lucro

O Preço sobre o Lucro (ou Preço Sobre Resultado – PSR) é um índice obtido através do seguinte cálculo:

  • P/L = Cotação da Ação / Lucro Por Ação.

O Lucro por Ação (LPA) é encontrado através da divisão do lucro líquido da empresa pelo número de ações emitidas por ela naquele período.

Dessa forma, o Índice P/L representa o quanto o preço da ação significa em relação ao lucro obtido com o papel. É uma taxa que indica o valor pago pelo ativo em comparação ao quanto ele poderá remunerar o acionista.

Esse indicador é estático e não permite avaliações mais abrangentes sobre cenários futuros. Dessa forma, o P/L é recomendado para fazer um comparativo momentâneo entre papéis de empresas de setores e portes semelhantes.

 

2. [P/VPA] Preço / Valor Patrimonial

O P/VPA avalia a cotação da ação pelo patrimônio tangível da empresa. Ou seja, o indicador analisa, de maneira conservadora, o quanto o preço do papel representa entre os ativos da companhia. Veja como o cálculo é feito:

  • P/VPA = Cotação da Ação / Valor Ativo Tangível (por ação).

O Valor do Ativo Tangível (VPA) por ação é encontrado pela divisão do patrimônio líquido da empresa pelo número total de ações emitidas.

O índice não considera ativos intangíveis da organização – como marca, patentes e outros direitos. Portanto, é um dado que avalia somente a capacidade da empresa para gerar bens tangíveis. No geral, quanto maior a relação do preço da ação pelo VPA, mais caro ou menos atrativo está o investimento.

 

3. [DY] Dividend Yield

O Dividend Yield é a taxa que demonstra o quanto o dividendo distribuído pela empresa corresponde em relação ao valor pago pela ação:

  • DY = Dividendo / Cotação da Ação.

Quanto maior a taxa, melhor a remuneração paga pelo investimento. Analise o histórico do DY para entender se a empresa está em bom momento de remuneração.

Esse é um indicador que deve ser utilizado para comparar companhias de setores e porte semelhantes.

 

4. [ROE] Retorno sobre Investimento

Por fim, o Return On Equity indica o retorno sobre o investimento realizado. Ou seja, o quanto cada R$ 1 aplicado pelos investidores traz em remuneração para eles. Conheça o cálculo:

  • ROE = Lucro Líquido / Capital Social.

O ROE demonstra a capacidade da empresa para gerar riqueza com o investimento recebido. Vale conferir os ROEs passados para entender a trajetória da companhia quanto à geração de lucro.

Por fim, reúna esses e outros indicadores fundamentalistas que julgar necessários para a sua avaliação e faça investimentos com maior confiança e rentabilidade.

Saiba mais sobre como melhorar seus ganhos com ações acessando os conteúdos exclusivos da Capital Research e conhecendo as nossas carteiras recomendadas.

Recomendados

Investimentos

Análise fundamentalista: conheça a metodologia adotada por grandes investidores

A análise fundamentalista ajuda investidores a entender o desempenho das empresas e ...

2 anos atrás

Investimentos

Fundamentos das ações: quais são os principais?

Quer ganhar dinheiro na bolsa de valores? Conheça os principais fundamentos das ...

2 anos atrás

Investimentos

Liquidez e Rentabilidade: entenda melhor a diferença entre esses termos financeiros

Saiba mais sobre esses conceitos fundamentais do mercado financeiro e como se ...

3 anos atrás