Estocástico: o que é e como funciona esse indicador

O oscilador estocástico, ou indicador estocástico, é um grande aliado na análise técnica. Tire suas dúvidas sobre o assunto.

Estocástico

O estocástico é uma das ferramentas que merecem um lugar no seu arsenal de análise técnica de ações. O nome parece complicado, mas é muito simples: trata-se de um indicador estatístico que ajuda você a analisar as tendências do mercado de ações e investir com mais segurança.

Junto com outros indicadores, ele permite prever os movimentos do mercado e operar na renda variável com mais consciência, minimizando os altos riscos da volatilidade. Quer aprender a usar o estocástico e dominar os gráficos de ações? Siga a leitura e adquira mais essa habilidade.

O que é o oscilador estocástico

O oscilador estocástico, ou simplesmente estocástico, é uma ferramenta estatística que mostra a relação entre o preço de fechamento de uma ação com suas máximas e mínimas no período. Como indicador técnico, é utilizado por investidores com perfil de curto prazo ou que operam com derivativos a fim deconduzir análises no mercado de ações.

Ele se baseia no princípio básico de que os preços de fechamento, durante uma tendência de alta, tendem a se posicionar mais próximos às máximas do dia., Enquanto uma tendência de baixa, puxa as ações para mais próximo da mínima. Ou seja: ao utilizar esse indicador, é possível tentar prever movimentos de preços no mercado, identificando reversões e rompimentos em potencial. Além disso, o estocástico também é útil para mapear níveis de sobrecompra e sobrevenda. Para investidores que desejam operar com mais segurança e reduzir os riscos do mercado acionário, é uma das ferramentas indispensáveis no kit de análise técnica.

Origem do indicador estocástico

O indicador estocástico foi desenvolvido no início da década de 1950, pelo analista técnico estadunidense George C. Lane, que fazia parte de um grupo de traders em Chicago. Ele é reconhecido por uma trajetória brilhante no mercado financeiro, além de ter fundado a escola de investimentos Investment Educators Inc., em Watseka, Illinois. Enquanto lecionava na instituição, Lane promoveu e disseminou o uso do indicador estocástico entre investidores.

Uma de suas frases mais famosas revela a visão sobre o indicador: “O estocástico mede o momento do preço. Se você imaginar um foguete lançado no ar, ele precisa desacelerar antes de mudar de direção. Por isso, o momento sempre muda de direção antes do preço.”

Como o oscilador estocástico ajuda na análise técnica

O oscilador estocástico é muito útil na análise técnica de ações, pois revela, em termos percentuais, a relação entre a cotação atual de um ativo com seu maior ou menor preço, em um determinado período. Para isso, o indicador é composto por duas linhas, que se movimentam simultaneamente:

  • Curva K: é a linha mais rápida, calculada pela divisão entre a diferença do preço do fechamento e a menor mínima do período;
  • Curva D: é a linha mais lenta, que representa a mediana móvel simples de 3 dias da Curva K.

Dessa forma, essas linhas oscilam entre uma escala vertical que varia de 0 a 100.

Como interpretar o indicador estocástico nos gráficos

Felizmente, você não precisa se preocupar em montar esse gráfico, realizar os cálculos e simulações, pois existem aplicações específicas para isso em programas de análise de dados financeiros. Sua única preocupação, na verdade, deve ser com a interpretação do oscilador estocástico nos gráficos de ações.

Basicamente, quanto mais próximo o indicador estiver do zero, maior é a probabilidade de sobrevenda, enquanto um ponto mais próximo de 100, indica a sobrecompra. Logo, você precisa estar atento aos indicadores básicos de oportunidades:

  • Cruzamento entre as linhas K e D: se a K cruzar acima da D, é uma oportunidade de compra (tendência de alta), e se ocorrer o inverso (tendência de baixa), é uma oportunidade de venda.
  • Linha K em relação ao 50: quando a linha K cruza acima de 50, é um bom sinal para compra, enquanto o cruzamento para baixo de 50 sugere uma venda.
  • Acima de 80 ou abaixo de 20: qualquer uma das linhas acima de 80 indica um status sobrecomprado (as ações ficaram caras e devem ser vendidas), enquanto as linhas abaixo de 20 sinalizam o sobrevendido (estão baratas e devem ser compradas).

Se quiser treinar melhor sua leitura, acesse agora o gráfico de ações da B3 e explore as possibilidades dos indicadores. Basta selecionar o ícone “Indicadores” no gráfico, buscar pelo “Estocástico” para visualizar as linhas que acabamos de apresentar e fazer sua análise.

Como você pode perceber, existem vários outros indicadores possíveis na análise técnica – sem contar com a análise fundamentada, que leva em conta os aspectos financeiros e econômicos das empresas. Ou seja: quanto mais ferramentas você souber usar, mais seguras serão suas decisões para investir na bolsa de valores. E aí, já sabe como usar o estocástico nas suas próximas análises? Então, comece a praticar e acompanhe a Capital Research para conhecer mais indicadores e dominar o mercado de ações.

Recomendados

Investimentos

Asset management: o que é e como funciona a gestão de ativos

O asset management é a gestão inteligente dos seus ativos. Descubra agora como ...

2 anos atrás

Investimentos

Como comprar ações: 6 dicas para quem quer ingressar nesse mercado

...

2 anos atrás

Investimentos

Empresas listadas na B3: quais são e como investir?

Está pensando em investir em ações mas não sabe como começar? Veja o que é a ...

2 anos atrás