O que é due diligence e como ajuda a empresa?

Due diligence é um processo semelhante a uma auditoria, que analisa informações e registros financeiros de uma empresa. Veja como funciona.

due-diligence

O que você sabe sobre due diligence? O tema é de interesse para gestores, acionistas e investidores em potencialSiga a leitura e saiba tudo sobre due diligence.

O que é due diligence?

O termo due diligence pode ser traduzido como diligência ou auditoria prévia. Trata-se de uma abrangente análise sobre uma determinada empresa ou negócio. No caso de venda, fusão ou incorporação de empresa, a due diligence é crucial para a companhia.

A auditoria se aplica, também, como guia para empresas que não estão em processo de venda, mas desejam aprimorar seus negócios, qualificar os resultados e se tornarem mais atrativas ao mercado.

Geralmente, a auditoria é requerida por investidores, sócios, gestores e administradores que pretendem entender mais a fundo sobre a situação atual e futura do negócio. , Assim, profissionais devidamente capacitados realizam um diagnóstico preciso sobre a corporação em diferentes áreas de gestãoque inclui:

  • Financeira
  • Contábil e fiscal
  • Trabalhista
  • Previdenciária
  • Ambiental
  • Jurídica
  • Imobiliária
  • De propriedade intelectual
  • Tecnológica.

Principais objetivos da due diligence

Basicamente, existem duas situações em que a due diligence é realizada: por obrigação legal ou desejo voluntário do empreendimento. Em ambos os casos, o principal objetivo do processo de auditoria é informar aos interessados do negócio sobre a saúde financeira e pontuar riscos.

Para investidores e outras empresas interessadas na compra do empreendimento (ou fusão), os estudos são relevantes para validar a operação. Os gestores, por outro lado, se beneficiam da due diligence ao conseguir observar os números e relatórios empresariais sob um ângulo externo. Além disso, muitas informações “ocultas” passam a ser de conhecimento da administração. A partir dali, ela tem os recursos necessários para embasar melhor suas decisões.

Quando fazer due diligence?

No Brasil e em alguns países do mundo, a due diligence é um procedimento legal exigido nessas operações de fusões e aquisições. A transação passa a ser feita, então, com ambas as partes cientes sobre toda a saúde financeira da empresa a ser negociada, bem como dos riscos e todas as suas obrigações legais.

Dessa forma, o comprador faz uma aquisição com mais segurança e, ao mesmo tempo, credores e demais interessados podem ter seus direitos assegurados. Além disso, o procedimento pode revelar incongruências administrativas, dados contraditórios, buracos, imprecisões e, até mesmo, riscos desconhecidos.

Ações e etapas da due diligence

Para garantir a qualidade, precisão e isenção da due diligence, o ideal é que seja realizada por auditores devidamente qualificados. Se for uma exigência legal, ela deve ainda, seguir as regras para o procedimento. No geral, no entanto, a auditoria precisa observar as seguintes questões:

  • Análise financeira: apuração de ganhos, ativos, passivos, fluxo de fundos, dívidas, administração, plano de negócio, entre outros
  • Análise fiscal-contábil: avaliação de documentos fiscais, relatórios, planos e contas, etc.
  • Análise legal: verificação de contratos, empréstimos, propriedades, estrutura legal e outros
  • Análise de riscos e seguros: auditoria sobre todos os riscos intrínsecos ao negócio.

Para realizar essa mega operação, a equipe de auditoria precisa seguir algumas etapas. A primeira delas é a análise da motivação para a realização da due diligence. O resultado norteará todo o trabalho.

Em seguida, começam os levantamentos de dados e sua apuração. Essa é a etapa mais longa e que vai depender da colaboração de todos os setores da empresa para que o resultado seja o mais preciso possível.

Por fim, o relatório de due diligence é concluído e entregue aos interessados para a devida análise. Importante lembrar que a auditoria deve ser feita sob contrato de confidencialidade, a fim de proteger os dados do negócio.

Vantagens da due diligence para a empresa

Podemos listar as seguintes vantagens comuns ao processo de due diligence:

  • Avaliação aprofundada sobre o negócio
  • Análise isenta e profissional
  • Verificação de riscos não-diagnosticados anteriormente
  • Aquisição ou fusão embasada
  • Garantia de confidencialidade.

Por todas essas questões, a due diligence é um procedimento que possibilita um estudo aprofundado sobre negócios. Seja de forma obrigatória ou apenas para análise interna, a auditoria fornece ricas informações para investidores e gestores. Já tinha ouvido falar sobre a due diligence? Conte o que já conhecia sobre o procedimento e se essas informações confirmaram seu conhecimento.

Fique sempre bem informado no blog da Capital Research e aproveite para acessar nosso site e descobrir mais sobre as melhores oportunidades de investimento.

Recomendados

Investimentos

Ações preferenciais ou PN: entenda qual a vantagem

Ações preferenciais ou PN são ações com prioridade na distribuição de ...

3 anos atrás

Investimentos

Ativo não circulante: o que é, tipos e exemplos práticos

Ativo não circulante se refere aos bens e direitos que são permanentes em uma ...

3 anos atrás

Investimentos

CDB e CDI: conheça as diferenças antes de investir

Entenda melhor sobre esses dois tipos de certificado de depósito e como se ...

3 anos atrás