Como funciona a bolsa de valores: tudo o que você precisa saber

Saber como funciona a bolsa de valores habilita você a investir em ações e fazer seu dinheiro render mais. Confira nosso guia.

Quem pensa em investir em ações precisa saber como funciona a bolsa de valores. Afinal, é nesse ambiente que acontece a compra e venda de papéis das principais empresas do mercado. Mas há muito mais a saber sobre ela.

Elaboramos um guia completo com as principais perguntas e respostas sobre a bolsa brasileira. Seguindo a leitura, você vai encontrar informações sobre a instituição, como ela opera e como você pode atuar nesse mercado que pode ser bastante rentável. 

Confira!

Como funciona a bolsa de valores: tire suas dúvidas

Todos os dias, a gente vê nos jornais, na televisão e na internet notícias sobre a queda ou subida da bolsa de valores ao redor do mundo, IPO de empresas, circuit breaker e uma série de outras informações e termos que nem sempre dominados.

E não há outro jeito de dominar a não ser investir primeiro em conhecimento. Descubra, assim, como funciona a bolsa de valores e tire todas as suas dúvidas a respeito.

 

O que é a bolsa de valores?

A bolsa de valores é um mercado no qual acontecem negociações de ativos financeiros. Ou seja, é um ambiente em que compradores e vendedores de ações e outros produtos se reúnem para fazer as trocas dos papéis.

No Brasil, a bolsa recebe o nome de B3. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) foi fundada em 1890 e, em 1917, surgia a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F).Em 2008, houve a fusão entre Bovespa e BM&F, sendo criada a BM&F Bovespa. 

Já em 2017, ela se fundiu à Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (CETIP), dando origem à B3. A operação foi aprovada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

Então, quando a gente fala em bolsa de valores, no Brasil, estamos falando em B3. Além de ser a responsável pela intermediação entre compradores e vendedores de ativos, a B3 também faz a custódia dos produtos financeiros.

Muitas pessoas pensam que são as corretoras que realizam a guarda de direitos dos títulos e valores. Mas é a CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia), empresa pertencente à BM&F Bovespa, que tem a responsabilidade de custodiar os papéis.

 

Para que a bolsa de valores serve?

Agora, vamos entender melhor como funciona a bolsa de valores. Ela tem o objetivo de intermediar as operações de compra e venda de produtos financeiros. Sua função é assegurar que os compradores vão pagar e que os vendedores irão repassar os direitos aos investidores.

Além disso, ela opera estrategicamente, visando a maior obtenção de lucro tanto por parte dos que vendem seus ativos, quanto por aqueles que os compram.

 

Quais ativos são negociados na bolsa?

Não é apenas de ações que a bolsa de valores trata. A organização faz a intermediação de diversos outros produtos financeiros. Confira os ativos negociados pela B3 e suas operações principais:

 

O que é Ibovespa?

A B3 integra diferentes índices: Ibovespa, IBrX-50, IBrX e Itag, entre outros. O principal dentre eles é o Ibovespa. Ele é um indicador que tem a função de mostrar a performance média geral dos ativos mais negociados e representativos do mercado de ações brasileiro. 

Nem todas as empresas brasileiras que estão na bolsa fazem parte do Ibovespa. Para integrar o índice, é preciso atender a diferentes critérios estabelecidos pela organização. Portanto, o Ibovespa aponta o cenário das principais ações comercializadas no Brasil.

 

Como funciona a compra de ações na bolsa?

Resumidamente, veja como funciona a bolsa de valores para comprar uma ação e prepare o seu checklist para ganhar dinheiro:

  1. Escolher uma corretora e criar uma conta de investimento
  2. Depositar dinheiro nessa conta a partir de uma TED
  3. Definir um plano de investimento, com estratégias e objetivos
  4. Estudar e escolher entre as ações disponíveis
  5. Acessar o home broker, disponibilizado pela corretora
  6. Remeter a ordem de compra
  7. Acompanhar o andamento da ação ao longo do tempo
  8. Aplicar as estratégias de compra e venda
  9. Por fim, obter o lucro com as negociações.

 

Quanto custa uma ação e de quanto precisa para investir?

O preço das ações varia muito e vai depender de uma série de fatores, como oferta, demanda e variação de mercado, por exemplo. Porém, dá para começar a investir na bolsa de valores com ativos que valem poucos centavos.

Não existe um valor mínimo de compra de papéis na Bolsa. No entanto, quanto mais dinheiro você investir, maiores serão as chances de retorno.

Você pode fazer a compra individual das ações ou adquirir lotes inteiros. Tudo vai depender, é claro, dos seus objetivos e estratégias como investidor.

Vale a pena investir na bolsa?

Depois de entender como funciona a bolsa de valores e tirar suas dúvidas, já sabe se vale a pena aplicar seu dinheiro nela? A B3 oferece opções que vão da renda fixa à variável, diversificando muito a oferta de investimentos. Portanto, tem opções para todos os perfis de investidores.

O interessante é conhecer seu perfil de investidor e descobrir qual dos ativos da bolsa de valores mais se encaixa nos seus objetivos e expectativas de retorno.

Com a Capital Research, você tem toda a orientação para fazer os investimentos certos, com base nas suas estratégias. Acesse e descubra como!

Recomendados

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Como viver da Bolsa de Valores: 5 dicas para atingir esse objetivo

Viver de investimentos no mercado de capitais pode ser uma meta atingível. Saiba ...

2 anos atrás

Investimentos

Bolsa de Valores para iniciantes: tudo o que você precisa saber

Entenda o que é, como funciona e as principais características da bolsa de valores ...

2 anos atrás