Commodities do Brasil: importância e principais empresas exportadoras

É grande o impacto das commodities no Brasil, e a bolsa de valores reflete essa importância. Entenda o cenário.

Conhecer as principais commodities do Brasil é essencial para quem investe na bolsa de valores, já que a economia do nosso país é afetada diretamente pela oscilação de preço dessas matérias-primas.

No Brasil, as commodities correspondem a mais de 6,5% do PIB, e representam mais de 60% dos bens exportados.

Petróleo, minério de ferro, celulose, proteína animal, soja, milho, café… São diversas commodities com influência na economia brasileira, e isso acaba se refletindo nas empresas da bolsa.

Neste artigo, você vai entender a importância das commodities no Brasil, e também vai conhecer as principais empresas de commodities listadas na bolsa de valores.

Importância das commodities no Brasil

Não é de hoje que a economia brasileira é profundamente dependente das commodities. Já vivemos a época da cana-de-açúcar, do ouro e do café, e hoje somos produtores de uma vasta cadeia de commodities. 

Antes de avançar para explicar a relação das commodities com a economia brasileira, vale relembrar a definição desse termo. Commodity é um termo em inglês cuja tradução para o português é mercadoria

No mercado financeiro – e na economia de maneira geral –, a commodity se refere a um produto básico, seja em seu estado bruto ou com baixo nível de transformação. 

São produtos utilizados como matéria-prima para outras indústrias, e que podem ser negociados globalmente. É por isso que o preço das commodities sofre variações diárias no cenário internacional, conforme cresce ou diminui a demanda por esses produtos.

A economia brasileira é dependente das commodities, como mostrou um levantamento realizado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD).

A agência da ONU analisa economias consideradas dependentes de bens primários, e revelou que, no Brasil, as exportações de commodities respondem por 6,5% do PIB.

Além disso, as commodities respondem por mais de 60% das mercadorias exportadas pelo Brasil. Mas nosso país pode se orgulhar de ter uma economia mais desenvolvida, e não tão dependente da receita dessas matérias-primas, na comparação com outros países em desenvolvimento.

Na Bolívia, por exemplo, as commodities representam mais de 40% do PIB, enquanto países dos Emirados Árabes têm mais de 70% do PIB ligado ao petróleo.

Hoje, as commodities podem ser analisadas como uma matéria-prima essencial aos países industrializados, e uma mercadoria fundamental para as nações ainda em desenvolvimento – como a nossa.

A seguir, vamos conhecer as principais exportadas pelo Brasil.

Principais commodities do Brasil

Listamos, abaixo, as principais commodities do Brasil, de acordo com o volume de exportação em 2018, segundo dados compilados pelo portal TrendEconomy, que funciona como um repositório de dados sobre importação e exportação em todo o mundo.

Soja

A soja é a maior commodity exportada pelo Brasil, com 13,8% do total. Em 2018, a exportação de soja rendeu US$ 33 bilhões para o Brasil. É, de longe, a maior commodity agrícola exportada pelo país.

Petróleo

O petróleo foi responsável por 10,4% das exportações. Com a venda dessa commodity, o Brasil viu entrarem US$ 25 bilhões.

Minério de ferro

Em terceiro lugar, surge o minério de ferro, com 8,42% do total de exportações. 

Essas exportações garantiram US$ 20 bilhões aos cofres dos exportadores.

Celulose

Em quarto lugar na lista de exportações brasileiras, está a celulose, com participação de 3,31%.

A exportação desse produto rendeu US$ 7,95 bilhões ao país.

Outras commodities

Além dessas quatro principais commodities, também têm relevância no cenário de exportações no Brasil:

  • Farelo de soja: 2,8%, US$ 6,7 bilhões
  • Cana de açúcar: 2,7%, US$ 6,5 bilhões
  • Carne de frango: 2,5%, US$ 6 bilhões
  • Carne de gado: 1,9%, US$ 4,5 bilhões

Principais empresas de commodities no Brasil

Agora, é hora de entender como essas commodities estão representadas na bolsa de valores.

Petrobras

Maior empresa brasileira, a Petrobras produz petróleo, a mais importante commodity do planeta.

A empresa tem valor de mercado superior a R$ 200 bilhões, e registrou lucro líquido de R$ 40,137 em 2019.

Vale

A Vale também está entre as maiores empresas do Brasil, e é a maior produtora de minério de ferro do mundo.

Seu valor de mercado é superior a R$ 220 bilhões, em dados de abril de 2020. O empresa teve prejuízo de R$ 8,6 bilhões em 2019, ano da tragédia em Brumadinho.

JBS

A JBS é uma das maiores produtoras de proteína animal do mundo, e tem valor de mercado próximo a R$ 56 bilhões, em números de abril de 2020.

Em 2019, seu lucro líquido foi de R$ 6,4 bilhões.

Suzano

A Suzano é considerada a maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, com valor de mercado estimado em R$ 49 bilhões.

A empresa registrou prejuízo de R$ 2,8 bilhões em 2019.

Além dessas quatro empresas, que são as maiores companhias ligadas a commodities no Brasil, ainda é possível citar outras, como a Klabin, que também produz celulose, a PetroRio, que produz petróleo, a SLC Agrícola, que controla plantações de algodão, soja e outros grãos, e a BRF, que produz proteína animal.

De fato, é grande a presença de empresas ligadas às commodities no Brasil, o que ajuda a explicar o fato de a economia do país ser diretamente influenciada quando há variação no preço dessas mercadorias.

E aí, gostou do artigo? Continue navegando pelo blog da Capital Research para conhecer tudo sobre o mercado financeiro.

Recomendados

Investimentos

Bolsa de Valores: o que é, qual sua importância e 5 razões para investir

A Bolsa de Valores pode ser uma maneira de aumentar a rentabilidade dos seus ...

3 anos atrás

Investimentos

Como viver da Bolsa de Valores: 5 dicas para atingir esse objetivo

Viver de investimentos no mercado de capitais pode ser uma meta atingível. Saiba ...

2 anos atrás

Investimentos

Bolsa de Valores para iniciantes: tudo o que você precisa saber

Entenda o que é, como funciona e as principais características da bolsa de valores ...

2 anos atrás