CDI histórico: como acompanhar as variações desse benchmark

O CDI histórico mostra as variações do benchmark essencial da renda fixa. Veja como consultar os rendimentos em qualquer data.

O CDI histórico mostra o rendimento desse índice desde 1986, permitindo que os investidores analisem as variações em qualquer período. Por se tratar de um dos benchmarks mais importantes da economia, todo investidor deve acessar a série histórica e entender o impacto da taxa DI em seu portfólio.

Na renda fixa, o CDI é um indexador básico, que determina a rentabilidade de alguns dos produtos financeiros mais populares do mercado, como os CDBs, LCIs/LCAs e fundos de investimentos. Por isso, vamos mostrar a importância de acompanhar o CDI histórico e utilizar as ferramenta disponíveis para corrigir valores a partir desse indicador.

Continue lendo e use o aprendizado para melhorar a rentabilidade dos seus investimentos.   

O que significa CDI histórico?

Consultar o CDI histórico significa acompanhar as variações desse indicador financeiro ao longo dos anos no Brasil. A sigla quer dizer Certificado de Depósito Interbancário: um instrumento de captação de recursos entre os bancos que serve como referência para a rentabilidade da renda fixa.

Por meio desses certificados emitidos, os bancos negociam empréstimos todos os dias, para fechar o caixa sempre positivo. Assim, a chamada taxa DI é calculada com base nessas operações interbancárias diárias para equilibrar o mercado. 

No mercado financeiro, o CDI é um dos principais benchmarks (metas de desempenho), que determina os rendimentos de CDBs (Certificados de Depósito Bancário), LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio), por exemplo. Por isso é comum ver investimentos que rendem 90%, 100% ou 110% do CDI.

Por ser um indexador básico da economia, o CDI está sempre próximo à Taxa Selic, mostrando uma cotação levemente abaixo da meta Selic. Diariamente, a B3 (Brasil, Bolsa, Balcão) divulga a cotação do CDI e disponibiliza sua série histórica completa no site

Por que consultar o CDI histórico?

Além de verificar a cotação do dia, também é fundamental avaliar o CDI histórico para entender os movimentos do mercado e calcular a rentabilidade de investimentos. No site da B3, é possível acessar a série histórica completa da taxa DI desde março de 1986, com todas as variações do indicador em ordem cronológica.

A pesquisa ainda permite a seleção dos itens Média, Mínima, Máxima, Moda, Desvio Padrão e Taxa Selic em qualquer período selecionado, para que você entenda as variações da taxa DI em detalhes. Se você investe em renda fixa e ativos indexados ao CDI, precisa acompanhar de perto a evolução da taxa para mensurar os impactos na rentabilidade da sua carteira.

CDI histórico de 2017 a 2019 

Para ter uma ideia de como o CDI histórico influencia seus investimentos com sobe e desce do indicador, confira os valores mensais de 2017 a 2019:

Mês 

2019 

2018

2017

Janeiro

0,54%

0,58%

1,04%

Fevereiro

0,49%

0,46%

0,86%

Março

0,47%

0,53%

1%

Abril

0,52%

0,52%

0,79%

Maio

0,54%

0,52%

0,88%

Junho

0,47%

0,52%

0,77%

Julho

0,57%

0,54%

0,76%

Agosto

0,50%

0,57%

0,77%

Setembro

0,46%

0,47%

0,64%

Outubro

0,47%

0,54%

0,64%

Novembro

0,38%

0,49%

0,57%

Dezembro

0,37%

0,49%

0,54%

Rendimento acumulado do ano

5,96%

6,42%

9,93%

Como você pode perceber, o histórico do CDI acompanha a queda da Selic nos últimos anos, impactando diretamente a rentabilidade da renda fixa. Por isso, faz sentido buscar investimentos que superem o CDI para ter um retorno satisfatório. 

Como calcular rentabilidade com base no CDI histórico

Para calcular com precisão a rentabilidade dos seus investimentos com base no CDI histórico, a B3 disponibiliza uma Calculadora de DI. Basta inserir as datas inicial e final da aplicação, percentual do CDI e valor do investimento para obter os rendimentos — usuários não cadastrados podem fazer até 10 cálculos diários. 

Outra ferramenta útil para calcular o CDI histórico é Calculadora do Cidadão do Banco Central. É só selecionar a opção “Correção de Valores” e escolher o CDI para obter a cotação em qualquer período a partir de 1986. 

Dessa forma, você consegue visualizar o impacto da taxa DI nas aplicações em poucos cliques e tomar decisões mais inteligentes sobre seus investimentos. Entendeu por que o CDI histórico é importante e como acompanhar suas variações?

Para ir além da renda fixa e obter retorno superior em longo prazo, assine a newsletter da Capital Research e receba recomendações exclusivas para diversificar sua carteira. Assim, você fica sabendo das melhores ações, fundos de investimento, fundos imobiliários e ativos de renda fixa em primeira mão.

Recomendados

Investimentos

Renda Fixa: tire todas as suas dúvidas e entenda como funciona

Saiba tudo sobre Renda Fixa, vantagens, desvantagens e entenda se vale a pena ou ...

3 anos atrás

Investimentos

Taxa DI: o que é e por que é decisiva para avaliar investimentos em renda fixa

Entender o que é taxa DI é fundamental para decidir se um investimento em renda ...

3 anos atrás

Investimentos

Descubra 4 Aplicações financeiras em renda fixa para começar agora

Procurando as melhores aplicações financeiras em renda fixa? Confira nosso guia ...

2 anos atrás