APIMEC: saiba como obter os certificados e qual o papel da associação

A APIMEC fiscaliza e promove o desenvolvimento profissional para as áreas de valores mobiliários, business planning e outras.

A APIMEC (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), criada em 1988, é uma entidade que tem como objetivo principal qualificar outros profissionais para atuar no mercado de capitais brasileiro.

Neste artigo você saberá como a associação funciona, quais as qualificações que podem ser obtidas e como obtê-las.

APIMEC: o que é?

APIMEC é a Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais e tem como principal objetivo unir as associações regionais de analistas de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Nordeste, Sul e Distrito Federal.

Todos os profissionais que desejam trabalhar no mercado financeiro precisam passar nas provas aplicadas pela APIMEC a fim de obter as certificações necessárias para cumprir suas funções. É importante notar que existem diferentes tipos de certificações e cada uma delas é voltada para uma área diferente.

Além de sócia-fundadora, a APIMEC é membro da ACIIA (Association of Certified International Investment Analysts), uma associação internacional responsável pela certificação de analistas ao redor do mundo.

Ela também é membro da ICIA (International Council of Investment Association), que reúne federações de analistas pelo mundo.

 

Quais as suas principais funções?

A associação nacional é fundamental para o mercado financeiro brasileiro, afinal, a entidade é responsável pela formação, capacitação e ainda promoção da profissão em território nacional e internacional. Dessa forma, ao fiscalizar a atuação dos profissionais, a APIMEC busca também o desenvolvimento do mercado de capitais e do mercado financeiro.

Por isso, a cada dois anos, a APIMEC promove um congresso de analistas e premia anualmente os profissionais que se destacaram naquele período. 

Ela ainda, elabora atividades nacionais para certificação dos profissionais e atua como entidade intermediadora entre as associações regionais e o governo. 

Certificações da APIMEC: qual a sua importância?

Você pode até ser um economista com diploma universitário, entretanto, isso não lhe garante a atuação como analista de mercado financeiro. Como dissemos, quem quiser atuar nesse mercado é obrigado a passar pelas provas da APIMEC e garantir a certificação.

Essas certificações são uma forma de garantir que o profissional possui todas as qualificações necessárias para atuar com investimentos, de modo semelhante ao que acontece com os advogados recém-formados que podem atuar somente após a aprovação na prova a OAB.

No entanto, existem diferentes tipos de certificações oferecidas pela APIMEC. E quanto maior o número de qualificações, maior será a confiança e credibilidade no trabalho realizado pelo analista. 

Além disso, elas também são um sinal de maior retorno financeiro para o analista, que certamente pode ter uma remuneração melhor em comparação a quem tem poucas certificações.

 

Código de Ética e Padrões de Conduta Profissional

É importante mencionar que todos os profissionais certificados pela APIMEC estão submetidos a um código de ética e conduta profissional. O que traz mais segurança para o investidor, que busca recomendações independentes e que atendam aos seus interesses.

Por isso, cabe ao analista certificado:

  • Ser prudente e responsável ao fazer recomendações de investimento.
  • Buscar sempre informações que sejam fidedignas e seguras.
  • Ser claro e objetivo ao explicar os riscos do investimento.

Certificações APIMEC: quais são?

A APIMEC possui diferentes tipos de certificações com características distintas. Conheça quais são essas certificações e como obtê-las.

 

CNPI

A associação criou o chamado Programa de Certificação Nacional (CNPI). O principal objetivo do programa é oferecer qualificação para os analistas do mercado financeiro. 

E aliás, o Programa desenvolvido é tão importante que o CVM tornou a certificação obrigatória para quem quiser atuar como analista de valores mobiliários. Ele possui três categorias diferentes:

  • CNPI: para analista fundamentalista.
  • CNPI-T: para analista especializado em análise técnica.
  • CNPI-P: para analista pleno, qualificado para realizar análises fundamentalistas e técnicas.

Para adquirir o certificado CNPI, o analista precisa fazer alguns exames. Para cada uma das categorias, a prova possui duas etapas e pouco mais de 70 questões em cada uma delas.

Na primeira etapa, os candidatos ao CNPI e ao CNPI-T devem fazer o mesmo exame. No total, são 75 questões abordando temas relacionados ao mercado de capitais, renda fixa, derivativos, entre outros. 

Na segunda etapa, as provas são diferentes dependendo da certificação que você deseja conquistar. Fundamentalistas devem responder 72 questões sobre avaliação e análise de ações, análise de relatório financeiros, contabilidade financeiro e finanças corporativas.

E para quem busca a certificação para ser analista técnico, precisa responder 72 questões sobre volume e contratos em aberto; stop, suporte e resistência; princípios de análise técnica; retas, tendências e médias móveis; Dow, Elliott e Fibonacci.

 

CPA 10

Outro tipo de certificação oferecida pela APIMEC é a chamada CPA (Certificação Profissional AMBIMA). A ANBIMA é a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais, responsável por algumas regulamentações e certificações deste mercado.

A CPA 10 é exigida para quem quer trabalhar com a venda de produtos financeiros para o investidor comum, como em bancos. Quem tira essa certificação também está habilitado a fazer prospecção de investidores.

No caso da CPA 10, o analista é capaz de atuar em cargos mais simples. O exame é composto por 50 questões e, para conseguir a certificação, é exigido o acerto de pelo menos 70% da prova.

 

CPA 20

O CPA 20 é apenas uma outra categoria da certificação da APIMEC que mencionamos acima. O profissional que a possui poderá atuar com segmentos privados, corporativos e ainda com investidores institucionais.

Para tirar a certificação, o candidato deve passar por um exame que inclui 60 questões e acertar no mínimo 70%. É importante mencionar que o grau de dificuldade desse exame é maior do que para a CPA 10.

 

CGRPPS

O último tipo de certificação da APIMEC é a CGRPPS, ou Certificação de Gestores de Regime Próprio de Previdência Social. Ela é direcionada para os profissionais atuante em Institutos de Previdência estaduais e municipais.

Essa certificação tem validade de quatro anos, e para obtê-la, é preciso fazer um exame com 50 questões sobre: finanças, economia, sistema financeiro nacional, fundos de investimentos, mercado de capitais, derivativos, gestão de passivo previdenciário, ética, entre outros.

Portanto, ao procurar por um analista de investimento, preste atenção nas suas qualificações da APIMEC porque as análises poderão influenciar diretamente nos seus investimentos. 

E para ter acesso a uma grande variedade de opções para diversificar a sua carteira, assine um dos planos da Capital. Assim, você garante não apenas o acesso a conteúdo exclusivos, mas também a assessoria por profissionais certificados e qualificados pela APIMEC.

Recomendados

Investimentos

Anbima: entenda o papel dessa associação reguladora do mercado financeiro

Saiba mais sobre o que é a Anbima, entendendo seu papel regulador do mercado e ...

3 anos atrás

Investimentos

Anbima CEA: tudo sobre a Certificação de Especialista em Investimentos

Entenda mais sobre como essa certificação pode ser importante para você e quais ...

3 anos atrás

Investimentos

Ancord: Saiba o que é e como funciona essa certificação

Confira o artigo para que você entenda melhor o que é a certificação Ancord e ...

3 anos atrás